Veja como substituir o pãozinho se dólar subir e o trigo ficar mais caro

Tapioca, cuscuz e até pão de aveia podem aparecer na mesa do consumidor

Ele é quase unanimidade na mesa dos brasileiros. O famoso pão francês é uma das principais escolhas quando o assunto é café da manhã, mas a alta do dólar pode também afetar o alimento popular. A variação da moeda americana pode refletir no preço final do produto na padaria, já que já que o Brasil importa a maior parte do trigo utilizado para a produção nacional.

Com o dólar aumentando para a casa dos R$ 4,50, a alta impactará diretamente no bolso da população. Mas como driblar aquela vontade de comer o pãozinho com manteiga e economizar no final do mês? Existem várias opções que, além de agradar o paladar, também podem dar um sossego para a conta bancária.

Frutas

 

Além de opções refrescantes, as frutas também são ótimas fontes de carboidrato. Diferente do pão de trigo, elas são pouco calóricas e favorecem o metabolismo e a saúde geral, como vitaminas, minerais e fibras. Segundo o portal Tua Saúde, o ideal é consumir apenas 1 porção de fruta por refeição, de preferência juntamente com alimentos ricos em proteínas, como ovos, queijos, carnes e iogurtes.

Pão de aveia na frigideira

Ao contrário do que muita gente pensa, ser saudável não é caro. O pão de aveia é rico em proteína e dá a mesma sensação de saciedade do que a versão de trigo. Veja como preparar:

Ingredientes:

  • 1 ovo
  • 2 col de aveia em flocos finos
  • 1/2 col de chá de manteiga
  • 1 pitada de sal
  • azeite ou manteiga para untar a frigideira

Modo de preparo:

Bater o ovo com um garfo até ficar homogêneo em um recipiente. Acrescentar os outros ingredientes e bater bem novamente. Despejar a mistura na frigideira untada e deixar dourar dos dois lados.

 

Tapioca

Com o passar dos anos, a tapioca vem ganhando espaço na mesa do consumidor. Ela tem se tornado uma opção chave para a substituição do pãozinho francês, mas deve ser consumida com moderação. De acordo com o portal Tua Saúde, é recomendado consumir apenas 1 tapioca por dia, que deve ser feita com no máximo 3 colheres de sopa de goma.

 

Cuscuz

Há quem ainda não conheça essa iguaria da culinária nordestina. O cuscuz é naturalmente livre de glúten, dá uma grande saciedade e combina muito bem com todos os tipo de recheio, como carnes, ovos, frango, carne seca e queijos assados. Ainda conforme o portal especializado em saúde, cerca de 6 colheres de sopa de cuscuz equivalem a 2 fatias de pão de forma.

 

Veja como substituir o pãozinho se dólar subir e o trigo ficar mais caro
Mais notícias