Nidal Abdul cria “Dança da Vida”, projeto para saúde mental onde a terapia é feita dançando  

A dança cura, movimentar o corpo pode ser um suporte para mulheres que passam por momentos de ansiedade e depressão.

Nidal Abdul, experiente bailarina de do ventre, muito conhecida no meio cultural e tradicional de , é também uma das pioneiras na arte aqui no estado, desenvolvendo um trabalho de referência e muito talento. De família libanesa, a rina começou na a r ainda na pré-adolescência. Ela cresceu, se especializou e desde então vem trabalhando com mulheres de todas as faixas etárias, já que a do ventre não impõe limite de idade, tipos de corpos ou padrão de beleza. 

Nidal Abdul cria “Dança da Vida”, projeto para saúde mental onde a terapia é feita dançando  
Nidal Abdul (centro) e rinas em apresentação (foto: acervo pessoal)

O que pouca gente sabe, é que em determinada fase da vida, Nidal desenvolveu um problema de asma, seguida por uma depressão e síndrome do pânico severos. “Nunca parei de trabalhar, mas fiquei bem debilitada. Eu pensava se eu continuasse assim, não daria mais conta de viver, era algo muito forte. Eu fazia tratamento e as minhas recaídas eram sempre piores”, lembra ela.  

Desde então, Abdul foi buscar nas terapias alternativas, quânticas, cursos onde percebeu qual era sua missão de vida: “trabalhar a não apenas como arte e cultura, mas como uma cura. Seja um nível simples de ansiedade, a um nível extremo, depressão…”. A partir disso, ela desenvolveu o projeto “Dança da Vida”, onde aplica a em aula de forma terapêutica, trabalhando tanto o lado físico quanto o emocional. 

“Com o ‘Dança da Vida’ consegui trazer a cura pra mim também. Eu falo que é um dia de cada vez, mas ajudando outras mulheres a se curarem, ou simplesmente prevenir. Nessa vida doida que a gente vive hoje, consegui trabalhar isso em mim e agora nessa época de Covid, a vem aí com mais um suporte praquela mulher que não consegue lidar com a ansiedade”, diz Nidal. 

Nidal Abdul cria “Dança da Vida”, projeto para saúde mental onde a terapia é feita dançando  

Dança da Vida

A ideia é que este projeto se estenda a outros lugares além do Estúdio Nidal Abdul, como exemplos hospitais, empresas, lugares que se preocupem com a saúde mental de seus funcionários, trazendo a terapêutica para a vida delas. 

“A pessoa quando consegue focar no momento presente, trabalhando na integração das duas partes do cérebro, direito e esquerdo, permitindo que a pessoa consiga trabalhar o pensar e o agir, e ter um desempenho melhor. Quando a gente está bem, todo o resto também fica bem também”, pontua ela. 

Importe-se com a sua saúde mental e das funcionárias de sua empresa, trabalhe a arte e a cura com quem viveu de perto o lado perverso da depressão e síndrome do Pânico. Converse com a Nidal Abdul, seu estúdio não entrará em rias e está funcionando com todos os cuidados de biossegurança.

Entre em contato pelo telefone 67 99252-9736.

Redes sociais:

https://www.instagram.com/nidalabduloficial/ 

https://www.facebook.com/StudioNidalAbdul 

Nidal Abdul cria “Dança da Vida”, projeto para saúde mental onde a terapia é feita dançando  
Mais notícias