Jogos de tabuleiro clássicos são febre durante a quarentena em família

Uno, Banco Imobiliário, Xadrez, Jogo da Vida e até Pega-Vareta estão entre os mais procurados

Com a família toda reunida em casa mais do que o habitual, os jogos de cartas e tabuleiro podem ser de grande ajuda para enfrentar a quarentena declarada por causa do coronavírus. Os dias de distanciamento social vão se acumulando e, assim, fica cada vez mais difícil enfrentar a situação, principalmente para as crianças.

Os jogos em família são uma excelente opção para reduzir o estresse e, ao mesmo tempo, melhorar as relações em casa. Em Campo Grande, os jogos clássicos de tabuleiro foram os principais a sumirem das prateleiras das lojas. De xadrez ao pega-vareta, veja 8 jogos clássicos que ficaram populares para passar o tempo na quarentena:

Xadrez

Xadrez é um esporte, também considerado uma arte e uma ciência. Pode ser classificado como um jogo de tabuleiro de natureza recreativa ou competitiva para dois jogadores, sendo também conhecido como Xadrez Ocidental ou Xadrez Internacional para distingui-lo dos seus antecessores e de outras variantes atuais.

O jogo simula o conflito entre dois exércitos, cada qual composto de 16 peças passíveis de movimento em tabuleiro subdividido em 64 casas, e disputado com a utilização de intenso raciocínio lógico e estratégico. Os preços variam de R$20 até R$300, mais luxuoso.

Jogos de tabuleiro clássicos são febre durante a quarentena em família
(Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

Uno

Uno (estilizado UNO) é um jogo de cartas estadunidense com detalhes especiais (que o diferenciam do Mau-mau), desenvolvido por Merle Robbins e familiares em 1971. Hoje é vendido nos Estados Unidos pela Mattel e no Brasil pela Copag. Uno é um dos jogos de cartas mais famosos e mais vendidos no mundo todo.

Jogado por crianças, jovens e adultos, tanto em partidas casuais quanto profissionais. Com regras simples, mas que permitem uma variedade enorme de jogadas e a utilização de estratégias avançadas. Um game que une famílias, e destrói amizades, desde os anos 70. Os preços variam de R$10 a R$20.

Banco Imobiliário

Banco Imobiliário é um jogo de tabuleiro lançado pela Brinquedos Estrela. É uma variação local do jogo internacionalmente conhecido como Monopoly, só que com um diferencial de cartas de sorte, variando de 20, 30, e até 40 cartas na versão Deluxe.

O jogo consiste na compra e venda de propriedades como bairro, casas, hotéis, empresas, de forma que vença o jogador que não for à falência, ou o jogador que tiver mais propriedades compradas em mãos. Pode ser encontrado de R$80 a R$160.

Jogos de tabuleiro clássicos são febre durante a quarentena em família
(Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

Pega-Vareta

Mikado, popularmente chamado de ‘Pega-Vareta’ é um jogo de palhetas originário da Europa, jogado com um conjunto de palitos do mesmo comprimento que pode medir entre 17 e 20 centímetros. Em 1936, foi trazido da Hungria para os Estados Unidos e recebeu o nome de palhetas.

Pega varetas é um jogo de destreza manual muito popular na década de 80. Consiste em pegar as varetas sem mover as demais podendo ser jogado por 2 a 6 jogadores. Ganha quem pegar mais varetas e fazer a maior pontuação. Pode ser encontrado de R$3,40 a R$10.

Jogo da Vida

O “Jogo da vida” marcou a infância de muitos na década de 80 e é até hoje um dos jogos de tabuleiro mais famosos em todo o mundo. Foi criado em 1860 por Milton Bradley sendo sua primeira criação. Lançado em forma de litografia, como a maioria dos jogos do século 19, seu conteúdo tinha um grande apelo moral e vendeu em sua primeira versão 45.000 unidades. Esta primeira versão não incluía o dado pois na época acreditava-se que tal objeto era ligado as artes da bruxaria.

Na versão em que conhecemos, o “Jogo da vida” é uma simulação da vida de uma pessoa, e ganha quem, no jogo, tem a vida melhor sucedida. Nesta vida fictícia o jogador possui opções de carreira, casamento, nascimento de filhos, compra de casa, falência, aposentadoria, etc. O que determina o decorrer e o final da vida do jogador é a sorte através de uma roleta que determina o avanço do jogador no tabuleiro. A partir de R$80.

Jogos de tabuleiro clássicos são febre durante a quarentena em família
(Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

Ludo

Ludo é o nome utilizado em português para uma versão do jogo indiano Pachisi. É um jogo de tabuleiro e corrida para dois a quatro jogadores inventado há mais de mil anos. O objetivo do Ludo é ser o primeiro a chegar com quatro marcadores (chamados de “cavalos“) da casa de origem à casa final. Para isso, deve-se dar a volta inteira no tabuleiro e chegar antes que os adversários. De R$10 a R$20.

Bozó

Bozó é ​​um jogo clássico de dados jogado com 5 dados D6, no qual participam duas ou mais pessoas, sendo recomendado até 6 jogadores. O objetivo é realizar a maior pontuação possível. Para jogar Bozó, são necessários: um copo de couro ou de outro material não transparente, cinco dados de 6 faces, papel e caneta para anotar a pontuação de cada rodada. Kits podem ser encontrados de R$12 a R$40.

Damas

Jogo de damas ou simplesmente damas é um jogo de tabuleiro. No Brasil e em Portugal é mais conhecida a versão de 64 casas, mas a versão mais conhecida mundialmente é a que usa um tabuleiro de 100 casas. A finalidade do jogo é a captura ou bloqueio de todas as pedras contrárias, de forma que impossibilite o adversário a realizar movimentos.

Jogos de tabuleiro clássicos são febre durante a quarentena em família
Mais notícias