Famílias carentes ou que convivem com HIV podem ter um natal mais feliz com sua ajuda

Com iniciativa de Assistente Social, projeto independente “Natal Solidário” visa trazer alento a uma parcela da população que não pode ser esquecida.

Nesta terça-feira, 1 de dezembro, é o Dia Mundial de Combate à . Muito importante debater o tema pois é com informação que se luta contra a ignorância e o preconceito. Ainda sobre o assunto, o que vamos falar aqui é sobre a iniciativa da Assistente Social Lucimeire Soares Rocha, a Meire, que junto de outras quatro colegas voluntárias, criou a ação social Solidário” que visa promover um mais feliz a famílias necessitadas, que vivem ou convivem com o .

“Fui assistente social de uma instituição que cuidava de crianças vivendo e convivendo com /Aids, que em 2019 encerrou os atendimentos. Em 2020 com o apoio de amigos e algumas instituições temos atendido, à medida do possível, algumas famílias que eram da casa. Então veio a pandemia e a situação ficou ainda mais difícil. Mas com muita alegria estamos conseguindo ajudar um pouquinho. Eu e um grupo de Assistentes Sociais criamos a ação “ Solidário” que visa trazer um com fartura a essas famílias e  pedimos o apoio da população”, solicita Meire.

2020 tem sido um ano atípico por conta do COVID e muito mais difícil para quem passa por necessidades básicas e ainda lida com esta condição, pois além de lidarem com a luta diária da doença, lutam também com a dificuldade financeira. “Muitas mães trabalham na informalidade e por estarem no , não estão podendo sair de casa com segurança e trazerem os proventos para casa”, ressalta a Assistente Social.

Para trazer um pouco de alegria para as crianças e também um ‘alento’ na dispensa dessas famílias, Meire junto de suas colegas Assistentes Sociais realizarão o Solidário no dia 19 de dezembro, das 13:00 as 17:00 horas, na Associação de Moradores da Vila Saraiva.

“Por conta do Covid, no dia só serão entregues as cestas básicas e os brinquedos para as famílias, não tendo lanche compartilhado e nem aglomeração por conta da ”, ressalta Meire.

Famílias carentes ou que convivem com HIV podem ter um natal mais feliz com sua ajuda

Ajude como puder

Para que este evento aconteça, é preciso arrecadar  brinquedos para as crianças e os mantimentos para montar as cestas de . Você pode ajudar com o que puder!

Atualmente, são 50 famílias e 54 crianças que fazem parte do grupo de apoio em luta pela vida que foi montado por Meire. Para o futuro, um sonho ainda vai se realizar… “Queremos criar a associação de apoio as mães e crianças vivendo e convivendo com /Aids. E quem quiser ser voluntário é    me procurar”, convida ela.

Entre em contato com a Meire, no telefone: (067) 9290-8490

Famílias carentes ou que convivem com HIV podem ter um natal mais feliz com sua ajuda
Mais notícias