‘Faltou transparência ao que foi levado ao ar’, dia Sônia Abrão sobre reportagem com trans

Caso de trans que teria estuprado e matado criança repercute nas redes sociais

A apresentadora do programa A Tarde é Sua, da Rede TV, também se manifestou em suas redes sociais sobre a reportagem transmitida pelo Fantástico, com uma transexual condenada por estuprar e estrangular um garoto de 9 anos em São Paulo. Na reportagem que foi ao ar no domingo passado, a trans Suzy afirmou  que não recebia visita na cadeia havia oito anos, como se a razão fosse a sua sexualidade. Por esse motivo, Drauzio Varella a abraçou.

O caso tomou repercussão neste domingo (8) após a publicação sobre o crime que Suzy teria cometido, quando então Drauzio Varella publicou uma nota de esclarecimento. Na nota, ele destaca que na reportagem não perguntou sobre os delitos cometidos pelas entrevistadas. “Sou médico, não juiz”, disse.

Segundo Sônia, o público foi induzido ao erro e afirma que faltou transparência. “Mas o público acabou sendo induzido a erro por não saber a verdade, a ponto de se comover com a solidão de um assassino e se mobilizar para abraçar e cobrir de carinho um pedófilo. Por não querer saber o delito, faltou transparência ao que foi levado ao ar! E eu, que tinha dado tapete vermelho para a reportagem, retiro agora!”

Mais notícias