Com mais estrutura, Carnaval começa com Cordão da Valu e homenageia mulheres

Prefeitura disponibilizou diversos banheiros químicos e fez uma feira com barracas de comida e bebida

O Carnaval de rua começou neste sábado (22) em Campo Grande, na Esplanada Rodoviária, região central, com mais estrutura e proteção ao patrimônio histórico, a Maria Fumaça. 

A Prefeitura de Campo Grande disponibilizou vários banheiros químicos para os foliões, estruturou uma feira com comidas e bebidas e colocou tapume em volta da Maria Fumaça, para que o patrimônio histórico não seja danificada, como aconteceu no ano passado. 

A saia de tule e tiaras com frases dominam as fantasias das mulheres com variações poucas. A expectativa da roupa com franjas que estaria em alta neste Carnaval, não predomina entre as foliãs, pelo menos no primeiro dia da festa. 

O Cordão da Valu abre as festividades neste sábado com homenagem às mulheres, com a maioria da apresentação musical do público feminino. “Este ano vimos que aumentou a segurança, a quantidade de banheiros e conversamos com o Iphan, sobre a ocupação do patrimônio histórico que a Esplanada Ferroviária”, disse a idealizadora do bloco, Silvana Valu.

Com mais estrutura, Carnaval começa com Cordão da Valu e homenageia mulheres
Marcos Ermínio, Midiamax

Conforme a programação, tocam hoje Charanga do Cordão da Valu, Valu Samba Trio, Juci Ibanez, Marta Céu e Edir Valu. O dia é de homenagem às mulheres, mas o pai de Silvana também irá tocar pela simbologia de criar o bloco do Cordão da Valú. 

Silvana convida toda a população para o Carnaval na Esplanada. “Quem quiser vir hoje ou na terça-feira, coloque sua fantasia que vai ser lindo, uma festa com muita alegria”.

Festa para todos

Com mais estrutura, Carnaval começa com Cordão da Valu e homenageia mulheres
Marcos Ermínio, Midiamax

A cadeira de rodas e o Alzheimer não impediram a vontade da idosa Détis Cangussu, 86 anos de aproveitar o primeiro dia de folia. Ela foi à Esplanada com a cuidadora, Dulce Hugo. “Trabalho em um lar de idosos e dos 14 que cuido, ela foi a única que quis vir”, conta a cuidadora do lar da Vó Lola, que vê no ato uma ação especial e necessária. “Mesmo que amanhã, ou ainda hoje, ela não se lembre de ter vindo aqui, só de estar presente já melhora o humor dela”, conta

Dulce contou à reportagem que Détis ama o Carnaval e já foi até rainha de bateria. A idosa de 86 anos veste uma camiseta florida, usa batom rosa e sombra azul e chapéu cor de rosa. “Não sou velha, sou idosa”, disse.

Boa ideia

Com mais estrutura, Carnaval começa com Cordão da Valu e homenageia mulheres
Marcos Ermínio, Midiamax

Grupo de quatro amigas do bairro Ana Maria do Couto que frequenta o Carnaval na Esplanada há quatro anos, as Vizinhas Marisqueiras, deu uma boa ideia: posto de sacolinha para as pessoas retirarem o próprio lixo e não jogarem no chão.  Animadas, as amigas pretendem ir nos quatro dias de folia e já planejam a fantasia do próximo ano. 

Investimento pesado

Com mais estrutura, Carnaval começa com Cordão da Valu e homenageia mulheres
Marcos Ermínio, Midiamax

Graça Maria Batista dos Santos Bonfá, de 34 anos, investiu R$ 19 mil em bebidas. Ela e mais três amigos alugaram 2 barracas na Esplanada, e 1 na Fernando Corrêa da Costa, para lucrar com o Carnaval. “O que mais vendemos é cerveja, água e vodka com energético”.

Com mais estrutura, Carnaval começa com Cordão da Valu e homenageia mulheres
Mais notícias