Cartilha criada em MS ajuda atendimento às pessoas com deficiência

Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência foi elaborado pelo TJMS

Nesta quinta-feira (18) é celebrado o Dia Mundial do Orgulho Autista e não podemos esquecer da data. Importante para a inclusão e também para o desenvolvimento dos profissionais, o bom atendimento é fundamental para que qualquer pessoa se sinta parte da sociedade. Uma cartilha, desenvolvida pela Comissão Permanente de e Inclusão do Tribunal de Justiça de , tem norteado a comunidade, de forma geral, sobre como dar acessibilidade aos serviços para qualquer tipo de público.

O Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência, também disponível em braile, foi pensado, em um primeiro momento, para os servidores do judiciário. O material fez tanto sucesso que quebrou barreiras e está sendo utilizado pelos prestadores de serviço em todo o Estado.

Na prática, o material traz conteúdo que pode ser utilizado em qualquer ambiente de atendimento ao público com o objetivo de levar orientações que auxiliem a melhorar o atendimento em relação a pessoas com deficiência, tornando mais fácil encontrar informações acerca da legislação, conceito, tipos de deficiência, termologias usadas, entre outros assuntos.

O texto foi criado pelo servidor Odair José de Melo, em conjunto com a Secretaria de Comunicação do TJ, e contém informações importantes de médicos e especialistas no assunto. Poucos dias após o lançamento do projeto, a Comissão coordenada pelo juiz auxiliar da Presidência, Dr. Alexandre Branco Pucci, recebeu importantes relatos de agradecimento pela ajuda fornecida.

O assunto deve ser discutido. Segundo Odair, o bom atendimento à pessoa com deficiência miniminiza a falta de acessibilidade estrutural, já que muitas vezes os órgãos não tem a estrutura certa para receber uma pessoa com deficiência.

“Quando você educa e prepara, você reduz esse espaço que é a falta de acessibilidade. Muitas vezes o que a pessoa quer é só um bom atendimento.”

A leitura simples da cartilha também facilita o entendimento. Mesmo quem não trabalha com o público pode adquirir conhecimento e fazer uso do Guia.

a cartilha disponibilizada no Portal é a primeira com total acessibilidade. Isso significa que, além de estar no formato PDF para leitura, pode ser baixada e ouvida por pessoas de baixa visão ou com deficiência visual que utilizam programas específicos em seus computadores. Até as imagens são descritas para que todos tenham 100% de acesso às informações.

Para baixar o material basta clicar aqui.

 

Cartilha criada em MS ajuda atendimento às pessoas com deficiência
Mais notícias