Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa

Desfiles do Carnaval 2020 começaram nesta terça-feira (24) com 4 escolas de samba e continua amanhã

Foi dada a largada para a disputa de Escola de Samba vencedora do Carnaval 2020 de Campo Grande. Na noite desta segunda-feira (24), 4 escolas desfilaram na passarela do samba, estrutura montada especialmente na Praça do Papa. A abertura também contou com a presença do Rei Momo, Kleverton Borges Teodoro, da Rainha e das 2 princesas do Carnaval.

A festa foi iniciada às 20h pelo tradicional desfile da Associação Recreativa Escola de Samba Mirim Os Herdeiros do Samba, escola que não participa da disputa e é composta por jovens para incitar nos mais novos o prazer de desfilar no Carnaval. O samba enredo foi baseado na relação dos humanos com os animais, por vezes amigável, por vezes exploratória.

Este ano, a GRES Unidos do São Francisco, não irá desfila. O presidente, Ale Mahmud Tlaes, enviou ofício a Liga das Entidades Carnavalescas de Campo Grande (Lienca CG), com a informação. A escola foi a última colocada do desfile de 2019.

Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa
(Foto: Henrique Arakaki)

Dezoito jurados de fora de Mato Grosso do Sul, vão definir a melhor escola através de notas de 7 a 10, com permissão para fracionar em casas decimais. A nota zero valerá 7, uma forma adotada para evitar a utilização desta nota.

Nove quesitos estarão em julgamento: Bateria, Samba Enredo, Comissão de Frente, Evolução, Fantasia, Enredo, Harmonia, Alegoria e Adereços, Mestre Sala e Porta Bandeira. Confira o resumo de cada escola da noite desta segunda-feira (24):

G.R.E.S Unidos do Aero Rancho

Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa
(Foto: Henrique Arakaki)

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Aero Rancho é a primeira agremiação a desfilar pela Passarela do Samba na disputa pelo título de campeã em Campo Grande, a Capital de Mato Grosso do Sul.

A verde-branco é presidida por Alberto Matos e homenagea em 2020 a Comunicação Social em geral, mas particularmente falando sobre o papel da imprensa a sociedade. O Enredo é “A semente do bem e do mal não vem das antenas de TV. A arte da vida humana na Comunicação Social”.

A Escola traz 8 alas, uma comissão de frente, dois casais de mestre sala e porta bandeira, três carros alegóricos, sendo um deles o abre alas, além da bateria. Manoel Lemos é o carnavalesco da escola.

A Escola mostra a imprensa como “a voz do povo” e questiona: “Senhor meu Deus! Somos realmente um povo livre ou nessa terra ainda há correntes e mordaças?” Fala da transformação dos meios de comunicação e menciona a realização de “um povo sorrindo com as emoções à flor da pele, com suas duas maiores paixões: carnaval e futebol”.

Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa
(Foto: Henrique Arakaki)

Confira o samba-enredo abaixo:

 

Sou eu, sou eu, sou eu …
Sou José, Sou Maria, Sou João,
Carregando o Aero Rancho no meu coração.
E na cor da camisa verde e branca, levo paz e esperança!

Sou eu …
Levo sonho na mente, poeira nos pés.
Levo boa notícia, faço meus paéis
E antes de nascer, Deus me fez campeão.

No papo de quinta, a notícia é de primeira,
É via internet, nossa luta é verdadeira.
Queremos esgoto e asfalto
Hashtag Aero Rancho, cada vez melhor (2x)

E na televisão,
Vemos homens de preto eleitos, na corrupção,
Tendo luxo as custas de nossa nação
E ameaçando a liberdade de expressão do povo de bem!

Uoooo
Uoooo ooo, naõ deixe não
O fogo queimar a mata da nossa nação
Alegria mesmo é futebol no terrão. (2x)

G.R.E.S. Unidos do Bairro do Cruzeiro

Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa
(Foto: Henrique Arakaki)

Com 29 anos de existência e fundada pelo inesquecível Picolé, o João Renato Pereira Guedes, o Grêmio recreativo Escola de Samba Unidos do Bairro do Cruzeiro, traz para a avenida no Carnaval 2020 o samba de enredo “Jogar é um desafio, desafio envolve riscos, riscos envolvem incertezas, incertezas envolvem perdas ou ganhos”.

Jogos esses oriundos de diversos países, culturas e povos, de azar ou não. Uma das poucas escolas a desfilar todos os 39 anos de existência à base do voluntariado, neste ano a Cruzeiro também faz uma metalinguagem sobre o jogo que é o Carnaval.

O impacto do Enredo escolhido já poderá ser visto logo na Comissão de Frente, que representa o Chaturanga, um antigo jogo de tabuleiro indiano. Na sequência vem o tripé Abre Alas “falando” que “a cigana leu o meu destino”.

A escola traz 9 alas, dois casais de mestre sala e porta bandeira, rainha da bateria, a bateria, duas alegorias e o segundo tripé, denominado Título do Jogo do Carnaval. O carnavalesco é Alex Guedes e as cores predominantes vermelho, branco, amarelo e laranja.

Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa
(Foto: Henrique Arakaki)

Confira o samba-enredo abaixo:

Jogar é um desafio, desafio envolve riscos, riscos envolvem incertezas, incertezas envolvem perdas ou ganhos
Compositor: Tim da Vila
Intérprete: Serginho de Prima

O jogo vai começar
As cartas estão na mesa
Cruzeiro, mostra a sua grandeza
Não adianta blefar, não adianta correr
Hoje o coro vai comer.

Num cenário Multicor
Majestoso e divino
O meu Reino era um cassino
Sonhei com o jogo da verdade
Da 14 de julho só ficou saudade

Vencer, ser um vencedor no jogo do amor
Pra ganhar seu coração
O amanhã, como será?
Quem responderá?

No jogo da vida
Ganhar ou perder
Faz parte do lance
É preciso aprender

Vou apostar alto
Pra ser o primeiro
Eu canto bem forte
Te amo Cruzeiro!

Os nossos artistas ficaram de fora
Daquela jogada de cartas marcadas
Faça a aposta, a roleta gira
Sou um ganhador no palco da magia
Afinal não tem vencedor nem vencido

Em busca da sorte
Segue a vida com consciência
Cruzeiro é amor
Samba e resistência

G.R.E.S. Cinderela Tradição do José Abrão

Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa
(Foto: Henrique Arakaki)

Mostrar as diversas faces do medo é o que pretende o GRES-Escola de Samba Cinderela Tradição do José Abrão para o Carnaval 2020. A agremiação é a quarta a desfilar na Passarela do Samba, ao lado da Praça do Papa e encerra o primeiro dia de desfiles.

“Vamos juntos com a Escola de Samba, desvendar o que nos faz sentir medo”, afirma o Presidente Diogo Correa. Para explicar o enredo, a Escola cita Caronte e Thriller, o clip do astro Michael Jackson.

Fala da Bruxa Eva, irmãs Sanderson-Abracadabra, a Bruxa de Blair, Bruxa Má do Oeste e o Mágico de Oz. Fala também dos vampiros, Fred Kruger, Jason, Ceifador, Van Helsing, Malévola e Lobisomen.

A GRES Cinderela argumenta, também, sobre o medo real, a destruição da natureza, o racismo e discriminação social. “Os políticos não escaparam, porque há anos estão mostrando como a política não deve ser trabalhada”.

A Escola desfila com oito alas, três alegorias, ala de baianas, comissão de frente, e a Bela ea Fera como casal de Mestre Sala e Porta Bandeira. Os passistas garantiram muito samba no pé.

Confira o samba-enredo abaixo:

“E você tem medo do quê, do que tem medo?”
Compositor: Gideão Dias
Tom: Gm

Nós clamamos por paz Senhor!
Nosso medo ecoa nas passarelas
O bem é a Tradição
Da nossa comunidade Cinderela.

A Cinderela chegou
Não há porque temer (temer, temer)
Bate no peito e diz:
O meu amor! (refrão)

Meu sangue, minha vida!
Meu tudo, minha casa!
Quem vestir o manto azul e branco
Nunca vai ter medo de nada!
Me diz ai, você tem medo do quê, do que tem medo?
Da bruxa, do Saci Pererê ou do lobo mal?
O medo para a espécie humana
Diz a ciência que é fundamental.

Dá medo (ô, ô, ô …)
Dessa gente sem mora (ô, ô, ô …)
Ah! Quem me dera meu Deus,
Que a ignorância, o ódio e a intolerância
Fossem história de jornal!

Quando menino,
Mula sem cabeça, boi da cara preta
Eram o maior terror.
Hoje, o nosso medo é da maldade vencer o amor.

Nós clamamos por paz Senhor!
Nosso medo ecoa nas passarelas
O bem é a Tradição
Da nossa comunidade Cinderela.

Outras escolas

No dia 25, terça-feira, GRES Igrejinha, GRES Unidos da Vila Carvalho, atual campeã, depois o GRES Deixa Falar, atual vice-campeã, e, para encerrar, GRES Os Catedráticos do Samba.

Na quarta-feira (26), à tarde, a LIENCA realiza a apuração do resultado na Arena do Horto Florestal, ao lado da sede do Instituto Mirim de Campo Grande, na Vila Sargento Amaral.

Animais, medos, jogos e a comunicação são temas do 1º dia de Desfiles na Praça do Papa
Mais notícias