Procurador diz que salário de R$24 mil é “miserê” e internet não perdoa

O Procurador de Justiça de Minas Gerais Leonardo Azeredo dos Santos afirmou que viver com R$24 mil é "muito pouco"

O Procurador de Justiça Leonardo Azeredo dos Santos, do Ministério Público de Minas Gerais, afirmou em áudio publicado no site do Ministério Público,que “um salário de R$ 24 mil é muito pouco”. A gravação foi registrada no dia 12 de agosto, mas ganhou notoriedade durante o último fim semana.

A fala aconteceu durante uma reunião da câmara de procuradores para a discussão do orçamento para o ano de 2020. Os procuradores debatiam a possibilidade do estado assinar um acordo de recuperação fiscal com a União e, dessa forma, não poder mais realizar quaisquer tipos de reajustes para os servidores públicos.

“Como é que o cara vai viver com R$ 24 mil? O que de fato nós vamos fazer para melhorar a nossa remuneração? Ou nós vamos ficar quietos?”, questiona Azeredo na gravação. “Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou gastando R$ 8 mil para poder viver com os R$ 24 mil. Eu e vários outros já estamos vivendo à base de comprimido, à base de antidepressivo”.

De acordo com o Portal da Transparência, o procurador chegou a receber R$ 78.617,66 no mês de junho, somados a remuneração líquida, indenização e outras verbas remunatórias.

Com a divulgação do áudio e da declaração polêmica por vários meios de comunicação do país, o internautas ridicularizaram a fala do Procurador e a consequente diferença de realidade em comparação com a maioria dos brasileiros. A chuva de memes nas redes sociais foi inevitável. Confira:

 

Mais notícias