Maestro Adilvo Mazzini morre aos 76 anos em Dourados

Mazzini deixa um legado para a Dourados uma vez que a sua história  se mistura com a formação cultural da cidade

Morreu nesta quinta-feira (05), em Dourados, vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), o maestro e escritor Adilvo Mazzini.  Ele estava com 76 anos e foi um dos fundadores do Centro Cultural Guaraoby.

Adilvo Mazzini mudou-se em janeiro de 1966, para a cidade de Rio Brilhante, como professor de Língua Portuguesa, Educação Física, Latim e Francês. Em 1970, transferiu-se para Dourados, onde cursou Letras na então Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Além do Magistério, desempenhou funções, principalmente na área cultural, tendo sido diretor de Cultura da Funced (Fundação Cultural e de Esportes de Dourados).

Ele fez parte da equipe que implantou o Encontro de Corais Dourados, realizado a cada ano, até meados da década de 2000, e que chegou a reunir mais de duas mil pessoas em suas apresentações. Fundador e regente do Coral Santa Cecília (depois Coral Guaraoby), foi ainda regente  de outros corais das cidades de Caarapó e Rio Brilhante.

Mazzini deixa um legado para a Dourados uma vez que a sua história  se mistura com a formação cultural da cidade. Ele regeu o Coral Santa Cecília, também conhecido como Centro Cultura Guaraoby, por anos, até o seu fechamento no final de 2016.

Maestro Adilvo Mazzini morre aos 76 anos em Dourados
Mais notícias