Formada em direito, campo-grandense expressa arte e ganha a vida com biscuit

Caroline Turquiai pintava telas mas se aventurou no mundo das pequenas esculturas

Nem sempre a vida toma os rumos que queremos, mas se ajustar a isso não é a única opção. Foi o que pensou a artesã Caroline Turquiai depois de terminar a faculdade de bacharel em direito, decidir não atuar na área e começar a viver da arte do biscuit.

“Quando me formei fiquei um tempo parada, sentindo que não era bem o que eu queria. Um dia em casa decidi fazer arte. Fui e comprei o mínimo de material, modelei uma sereia em um espelho e me apaixonei. Desde então estou me especializando”, explica a artesã que já havia trabalhado com pinturas em tela.

A Porcelana fria ou Biscuit é uma massa de modelar produzida a partir da mistura de amido de milho, cola branca para porcelana fria, conservantes como limão ou vinagre e vaselina. Este tipo de massa não precisa ser aquecida para que mantenha seu formato final de modelagem já que é seca em contato com o ar.

(Arquivo Pessoal)

Nesse meio tempo de 2 anos, Caroline começou a estudar esculturas humanizadas e se apaixonou ainda mais pois além de seu trabalho se tornar um presente, é algo que dura o resto da vida, eterniza momentos e enche de alegria a casa de quem ganha.

“Comecei sozinha. Mas os cursos que eu faço hoje em dia são todos online. Na verdade eu estudo com a Juliana lepine, uma super artista dos EUA ( é brasileira e mora lá há muitos anos). Estudo online com ela, e estou a cada dia mais me aperfeiçoando”, conta.

Produção em massa (de biscuit)

A Porcelana fria é uma massa de fácil modelagem, aceitando tingimento e pintura com vários tipos de tintas e corantes. Isso fez com que a artesã começasse a criar com mais liberdade seu trabalho que evoluiu para xícaras, cãezinhos, caricaturas e até estátuas personalizadas dos clientes.

O processo de criação leva paciência, observação e muito carinho. Para as esculturas humanizadas, a artesã usa as fotos do cliente como molde visual e vai modelando a massa através delas.

A artista conta que o processo demora em média uma semana, desde comprar a massa na cor branca ou natural e fazer o tingimento com tinta a óleo, a secagem e envernização para dar mais durabilidade. “O bacana das esculturas é que você pode criar algo bem legal e repassar para a modelagem”, afirma a artesã.

Um dos trabalhos que mais marcou a artista foi o pedido de uma escultura para o chefe de uma cliente que é super fã do capitão América. “Colocamos o rostinho do chefe e o uniforme do capitão, e detalhe, ele está jogando vídeo game também. Em grande maioria eu crio uma amizade muito legal com meus clientes. Tenho bons clientes, e em geral todos me marcam. É sempre especial levar arte para as pessoas”, finaliza a artista.

Para conhecer mais do trabalho da artesã e suas peças de biscuit, ou mais informações sobre os cursos ministrados por Caroline, basta contatá-la pelo Instagram no @turquiai_artesanatos ou pelo telefone (67) 99184-0154.

Mais notícias