Dia Mundial Sem Tabaco: Troque o cigarro por hábitos saudáveis

Atividade física ainda é a melhor maneira de combater o vício

A maioria dos fumantes adultos provaram a nicotina ainda na adolescência e com o passar do tempo acaba ficando mais difícil largar o vício. Uma pesquisa publicada em abril de 2018, na revista científica “The Lancet”, apontou que as consequências do cigarro para a saúde são responsáveis por uma a cada dez mortes no mundo.

Há 31 anos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) criou o Dia Mundial Sem Tabaco, celebrado nesta sexta-feira (31) para alertar a a população sobre os males causados pelo fumo. A psicóloga da Unimed Campo Grande, Thayla Sandim explica que normalmente o vício se desenvolve por influências do ambiente de convivência em que o fumante se encontra.

“Nesse cenário o indivíduo mantém pensamentos como: se eu não fumar não consigo relaxar, ou então pareço mais interessante com o cigarro, entre outros, por isso acabam desenvolvendo o hábito de fumar”, completa a especialista.

O vício do cigarro, ainda conforme a psicóloga, envolve fatores fisiológicos, psicológicos e comportamentais. O dependenteacaba emparelhando o ato de fumar como outros diários como tomar café, falar ao telefone ou dirigir.

“O fisiológico é caracterizado pela necessidade biológica de nicotina, pois a mesma é uma droga psicoativa estimulante, quanto mais dependente da nicotina, maior o nível de compulsão. Já a dependência psicológica, tem o objetivo de diminuir e aliviar sintomas emocionais como sentimentos de angústia, estresse, medo, tristeza entre outros.”

Como a nicotina estimula a produção de dopamina, os usuários acreditam que o hábito de fumar ajuda a relaxar e dissipar a tensão. Justamente por isso, os viciados em tabaco ficam irritados quando não conseguem fumar.

“Existem variadas formas de aliviar a tensão, mas um dos pontos importantes é compreender o que está contribuindo para você ficar tenso, algum problema não resolvido, questões familiares, emocionais, insatisfações, começamos a utilizar o cigarro por algum motivo e depois se torna cada vez mais difícil se desvencilhar dele e já nem lembramos mais dos causadores”, esclarece Thayla.

A prática de atividades físicas é um dos melhores e mais saudáveis métodos de tratamento no combate ao tabagismo. Quando a falta do cigarro causa a síndrome de dependência, os usuários devem focar em mudanças que diminuam esses desconfortos.

Os exercícios corporais provocam a liberação de endorfina e proporcionam uma sensação de bem-estar melhorando o humor e a saúde do indivíduo.

 

Mais notícias