Árvore Ipê é estrela principal de exposição ‘Fé, religiosidade e regionalismo’

Guido Drummond representa o ciclo da vida do Ipê na instalação artística

O artista visual Guido Drummond inaugura nesta quinta-feira (15), no Espaço Cultural TVE Cultura, a exposição “Fé, religiosidade e regionalismo”, em Campo Grande. A instalação artística, em parceria com Alexandra Camillo, Fabiana Bicca e Camila Zavallo, tem como base a árvore mais simbólica da Capital, o Ipê.

Guido explica que os artistas buscaram representar o ciclo de vida do Ipê, as quatro estações do ano em um percurso interativo e reflexivo sobre a relação da vida da árvore com a trajetória de florescimento, de recolha, de morte e de renascimento.

Marca registrada do artista, todas as peças em exposição foram confeccionadas com produtos que seriam descartados. Guido costuma usar como base para uma instalação artística aquilo que, para muitos é tido como lixo.

“O objeto fala. É a partir das características daquele material que minha ideia surge. Eu não tento encaixar a peça na minha ideia, o processo criativo funciona justamente ao contrário”, pontua.

Serviço

A primeira parte da exposição “Fé, religiosidade e regionalismo” fica aberta à visitação do público de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas, no Espaço Cultural TVE Cultura, localizado na Av. Des. Leão Neto do Carmo, s/n,  Parque dos Poderes.

 

Mais notícias