Artesã valoriza fauna e flora regional em produtos sustentáveis

Isabel confecciona itens com embalagens de cebola, batata e açúcar

Você já parou para pensar quantas sacolinhas de cebolas, batata e laranja são jogadas fora por mês em Campo Grande? A artesã Isabel Doering Muxfeldt uniu a criatividade e a responsabilidade social e criou uma linha de produtos sustentáveis que valorizam a fauna e a flora regional.

A receita teve tudo para dar certo: pelas mãos da artesã, embalagens usadas para transportar verduras, ração e furtas viraram bolsas, aventais e até jogos americanos. Os produtos ganharam um visual rústico e as estampas são inspiradas no que há de melhor em Mato Grosso do Sul.

As lembranças da avó materna fazendo crochê com o saquinho de leite serviram de inspiração para Isabel mergulhar no artesanato. O amor pela transformação foi o combustível necessário para a artesã dar o pontapé inicial na criação da “Eco Linhas”, uma start up de negócios sociais que foi residente no Living Lab do Sebrae-MS.

“Lembro da minha avó fazendo crochê. Minha mãe reaproveitava roupas do pai e fazia novos modelos para as filhas. Sempre olhei para o descarte com a visão de transformação. Quando ia no supermercado ficava olhando e aí comecei a fazer experiências com as embalagens de cebola, limão, laranja, batata e gostei do que criei.”

As primeiras produções, como a maioria de quem está começando, foram em pequena escala. Aos poucos, Ipês amarelos, pinturas rupestres de Alcinópolis, capivaras e tamanduás estamparam lindos e sustentáveis produtos entre bolsas femininas, lixinho de carro e acessórios para a cozinha. 

“Comecei e depois que me tornei residente do Living Lab MS do Sebrae realmente transformei a ideia em uma empresa,” explica.

Outra característica importante do trabalho de Isabel é a questão social. Atualmente, os itens são confeccionados por mulheres de baixa renda que estão desempregadas e que por meio da produção encomendada pela artesã conseguem uma fonte de renda para complementar o orçamento familiar.

Além de participar de feiras e eventos, a empreendedora mantém um perfil nas redes sociais onde comercializa os itens. Nascidos da criatividade e confeccionados com base sustentável, os produtos de Isabel provam que o descarte vira obra prima nas mãos de quem trabalha com amor.

 

Mais notícias