No Bosque dos Ipês, Casa Cor ressalta elementos de MS

Evento acontecerá de 19 de outubro a 2 de dezembro

O Shopping Bosque dos Ipês se destaca entre a arquitetura da Capital pela grandiosidade e luxo. Mas o que passa despercebido pelos olhos de quem vai ao nordeste da cidade é como uma obra tão nova se baseia em qualidades da cultura do Estado. Os brasões no chão com capivaras, as nuances nos ladrilhos que remetem os rios que banham o Mato Grosso do Sul e as marquises de entrada que lembram os ipês que floreiam as pastagens na primavera.

Por causa desses contrastes, o Shopping Bosque dos Ipês foi anunciado na manhã desta terça-feira (29), como a nova localização para a mostra Casa Cor 2018, que está na 5ª edição em Campo Grande. O evento será realizado entre 19 de outubro e 2 de dezembro, com a temática “Casa Viva”, baseada em conceitos da natureza. A montagem da estrutura de 31 ambientes começa a partir do dia 15 de julho.

O evento de lançamento aconteceu no Hotel Deville e contou com a presença da imprensa, de influenciadores e profissionais do segmento de arquitetura, design de interiores e paisagismo. A entidade beneficiada pela quantia arrecadada no decorrer do evento neste ano será o Educandário Getúlio Vargas.

Evento contou com presença da imprensa, digital influencers e profissionais da arquitetura e urbanismo (Foto: Calos Yukio)

A mostra atua nas áreas de arquitetura e urbanismo, design, arte, paisagismo, tecnologia e inovação, entretenimento, gastronomia, educação e cultura, bem estar e sustentabilidade.
A Casa Cor já completa 33 anos no Brasil e em Campo Grande acumula 5 edições, que acontecem a cada 2 anos. A primeira foi em 2009.

Segundo o arquiteto gestor da Casa Cor MS, Paulo Henrique Ribeiro, a escolha dos 31 arquitetos que gerarão os ambientes da mostra baseia-se na equipe de profissionais envolvidos em cada equipe para tornar o ambiente agradável e de boa qualidade.

Mostra vai além da arquitetura

Uma das idealizadoras da mostra, Luciane Mamoré, afirma que não só o ramo da arquitetura e urbanismo é contemplado pelo eventos, mas também outras vertentes da arte. “O evento mescla outras artes “feitas à mão”, como a moda e a gastronomia. Os profissionais são encorajados a fazer um ambiente vivo a partir de uma caixa vazia. O investimento nos profissionais é a proposta da Casa Cor”, salientou a diretora comercial.

Em 2014, a CASACOR MS transformou dois andares do novo prédio do Hospital de Câncer de Campo Grande – Alfredo Abrão e em 2016, foi palco de diversas homenagens regionais, transformando um dos casarões mais tradicionais da cidade, projetado pelo arquiteto Rubens Gil de Camilo. Na ocasião, uma das convidadas do júri foi a socialite e arquiteta Brunete Fraccaroli. Neste ano, a mostra acontecerá no Shopping Bosque dos Ipês.

Escolha do local foi um “casamento perfeito”

A superintendente do Bosque dos Ipês, Adriana Flores, afirmou que a escolha do shopping para sediar a mostra foi um casamento perfeito entre a arquitetura do prédio com elementos sul mato-grossenses e o tema ‘natureza’. “A gente tem a sinuosidade dos rios do Pantanal no piso do shopping, as duas marquises de entrada são uma simulação dos Ipês. A arquitetura que eles querem trazer é falar de bem viver e isso casa com o Bosque. Então foi uma das decisões mais rápidas tomadas pela equipe do Bosque dos Ipês”, ressaltou Adriana.

Planta da Casa Cor 2018 também foi uma das revelações do evento (Foto: Calos Yukio)

O arquiteto Fábio Menoncin participou como arquiteto expositor da mostra nos anos de 2009 e 2016. Para ele, o porte do evento traz um reconhecimento para os profissionais participantes, mesmo que indiretamente e o evento ser em um shopping trará mais visibilidade à mostra. “Achei a localização interessante porque a Casa Cor vai ficar mais acessível por ser um espaço público e é um shopping que tem tudo a ver com o nosso estado”.

Juntas, as edições anteriores levaram cerca de 90 mil visitantes para uma experiência, na qual puderam conhecer o trabalho dos melhores profissionais de arquitetura, design de interiores e paisagismo do estado e, ainda, vivenciar a mostra, que é palco de eventos corporativos, desfiles de moda, festivais gastronômicos, além de cenário para editoriais e fonte de reportagens para a imprensa.

Mais notícias