Publicidade

Saiba mais sobre Cancun, considerada pelos turistas a ‘Miami’ mexicana

Confira nossa coluna semanal sobre viagens

Sim, é igualzinho se vê nas revistas, filmes e fotos. A água é azul de doer os olhos. Morna, do jeito que brasileiro gosta. E ainda cristalina. Como se não bastasse, as praias são planas e limpíssimas, a areia branca afofa os pés durante uma caminhada pelo horizonte. Por favor, uma Margarita! As praias de Cancun são os quintais dos hotéis que oferecem bangalôs, massagem, e garçons ao levantar de dedo. Redundante é chamar paraíso de Cancun. Uma cidade que foi pensada e construída para ser um Oasis na década de 1960, é conhecida como a Miami mexicana e engana-se quem acha que a comparação tem um ar de inveja. Ao contrário, foram os americanos que fizeram questão de levar para o outro lado da fronteira suas brandeiras de fast food e grifes de roupas e calçados.

Eu fiz uma expedição pelo México e trouxe uma reportagem exclusiva para os leitores do blog, com muitas dicas que podem, quem sabe, colocar Cancun no seu próximo roteiro de viagem! Os mexicanos amam Cancun, só não tanto quanto os brasileiros que já se espalharam por lá como as areias do mar…. O lado bom é que na dúvida entre falar espanhol ou inglês, o portunhol serve!

A Cancun turística é uma cidade pequena, praticamente uma faixa de 22 quilômetros onde se alinham todos os hotéis e dividem de um lado as praias e do outro a rua que vem e a que vai. É mais fácil se perder dentro da CocoBongo do que em Cancun inteira. 

A dinâmica funciona assim: não importa se você vai com família, amigos solteiros ou em lua de mel. Durante o dia, todo mundo vai para a praia ou para os passeios fora da cidade e à noite para os bares e baladas do centrinho. Assim mesmo. Simples, mas nada monótono.  

Hospedagem e voo

Provavelmente, enquanto você lê esta matéria devem estar surgindo muitas dúvidas sobre a viagem, a primeira delas sempre é: quanto custa? A resposta é depende! 

São muitas as opções de vôos, o preço varia bastante, principalmente na baixa temporada, o que é bom, pois lá dá praia o ano inteiro! 

Na hospedagem é onde é possível economizar mais! E a melhor dica para pagar menos é não escolher o tentador “all inclusive”, somente se você estiver disposto a se internar no hotel no estilo “do quarto-para-a-praia-da-praia-pro-quarto”. Caso contrário, como eu já disse, os melhores passeios são fora da cidade e levam em média 10 horas, como Isla Mujeres, nado com golfinhos, Chichén Itza, ou então Day use como: Xcaret, Tulum, Xel-Há.
Resumindo, você ficará pouco tempo no hotel e vai precisar de grana para os passeios, comer Mc Donald´s com Jalapeños e comprar camisetas no Señor Frogs.

À noite a concorrência é grande e cara: Mandala, CocoBongo, Fat Tuesday, La Vaquita e The City. Aqui sim vale a pena o “Baja Livre”, como eles chamam o open bar, afinal para os mexicanos todo mundo que não é de lá é “gringo americano” e a vida noturna é cara muchacho!

Dicas para você curtir Cancun com estilo: 

  • O melhor lugar para trocar dinheiro é dentro do aeroporto, mas pesquise bastante (há muita diferença entre as corretoras). Ah! Muitas aceitam Real, assim você não perde em dois câmbios. Dentro da cidade, a melhor opção é usar Peso Mexicano, eles inventam cotações diferentes para receber em Dolar, sempre mais caro!
  • Prefira comprar os passeios na cidade mesmo, mas em dinheiro. Assim você não paga IOF e vai pagar bem mais barato que se comprar no Brasil. 
  • Se você for apenas para Cancun, na volta não diga que conheceu a cultura mexicana. Essa é a parte da Miami lembram? Pouco tem do México de raiz!
  • Você não pode voltar sem ir/fazer/conhecer:
  • Chichén Itza, as pirâmides Maias ficam 1 hora de viagem e entraram na lista das Novas 7 Maravilhas do Mundo Moderno. Na volta mergulhe em um Cenote! Só não compre nenhum artesanato lá, são falsos e muito caros!
  • Mergulho com Golfinhos: é a mesma empresa que atua em Bahamas, mas a maior estrutura fica aqui, na Isla Mujeres, vale a pena o Royal, são com dois golfinhos. Você vai entender ao vivo porque eles usam 20% do cérebro e a gente só 10%. E se quiser comprar as fotos, prepare o bolso!
  • Ir todo dia no OXXO, é a rede de conveniência que vende tipo, de tudo e muito barato. Tem muitas opções de bebidas com combos promocionais. Dá até pra almoçar com os lanches de lá!
  • CocoBongo, eu queria poder falar para você não é. O show é lindo e o clima muito animado, mas você vai passar raiva com o atendimento, com a lotação, enfim. Vai descobrir que mesmo pagando open bar terá que dar propina para o garçom te atender, se for no banheiro vai perder seu lugar…. Mas voltar para o Brasil e não poder falar que foi na casa noturna mais famosa do Caribe, é phoda! Então…. separe 80 dólares para a entrada e uma porção dobrada de bom humor.
  • Praias Públicas. Se escolheu um hotel baratinho sem praia privativa. Sem problemas, aproveite as praias públicas. É o mesmo mar das praias dos hotéis chiques e você pode andar por todas elas. A praia de Cancun é território federal e não privado!

É isso, Tequila!

Fotos: Arquivo pessoal/Renato Lima

*Renato Lima é jornalista e personal travel. Já viajou por 25 países e está no quarto passaporte. É autor do blogwww.renatolalonge.wordpress.com  Publica todas as quartas sobre viagens, turismo e vida no exterior. Fale com o autor: renato.mart@gmail.com (67) 99245-7574.

Mais notícias