MidiaMAIS

Dança contemporânea marca Mostra Cerrado Abierto, que começa nesta quinta-feira

Evento reúne vários espetáculos

Daiane Libero Publicado em 25/08/2016, às 12h05

None
unnamed_21.jpg

Evento reúne vários espetáculos

Oficinas, espetáculos de dança e mostra de videodança marcam a abertura da Mostra Cerrado Abierto em Campo Grande, nesta quinta-feira (25). O evento, que funciona como um imenso encontro de dança contemporânea, termina no dia 28 de agosto, e é produzido pelo grupo Arado Cultural, com o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna de 2014. Para esta edição, dançarinos do Paraguai e Bolívia estarão presentes. 

Renata Leoni, uma das produtoras da Arado Cultural, conta que a criação da Mostra surgiu a partir da necessidade de dialogar e incentivar o intercâmbio sobre o que é produzido em dança contemporânea no entorno de Mato Grosso do Sul, estimular a troca de conhecimentos e a produção artística, além de promover a formação dos profissionais.

“Cerrado Abierto abre as portas de MS, tão pouco procurado por grupos nacionais para circulação, para os demais estados de seu entorno e que fazem parte do cerrado brasileiro. Por se situarem no interior do país e não fazerem parte das redes de festivais e do grande eixo de produções, tornam-se semelhantes na convergência da necessidade de fortalecimento e conexão dessa nova rede de produção e formação de público”, explica.

Programação

Dança contemporânea marca Mostra Cerrado Abierto, que começa nesta quinta-feiraPara promover a formação dos profissionais e a troca de conhecimentos, três oficinas serão realizadas durante a Mostra, no Marco (Museu de Arte Contemporânea). A primeira oficina será a de "Videodança", nas manhãs dos dias 26 e 27, a partir das 9 horas, com a artista boliviana Sofia Orihuela. A segunda é a oficina "Dramaturgia do Corpo", na tarde do dia 26, a partir das 13h30, com a artista Vanessa Macedo, da Cia Fragmento (SP).

Na manhã do dia 26, a partir das 9 horas, haverá uma atividade com dança para as crianças. Não há inscrição prévia, os interessados devem comparecer a atividade no dia e horário marcado. 

No dia 25 de agosto, às 20 horas, Vanessa Macedo, da Cia Fragmento, abre a mostra com o solo "Um Corpo Só", no Marco. O dia 26 de agosto segue com três apresentações: “Porque somos Mutantes”, da Cia Fragmento, às 17 horas, dentro do Parque das Nações Indígenas; solo “Homem Torto”, de Eduardo Fukushima, às 19h30, no Marco e; espetáculo “FLUZZ”, da Cia Dançurbana (MS), às 21 horas, também no Marco.

No dia 27 todas as apresentações acontecem no Marco. Às 16 horas, a artista boliviana Patricia Sejas Arambuco faz uma Improvisação. Mais tarde, às 19h30, Patricia apresenta o espetáculo ‘Indignado’. E a Cia do Mato (MS), leva ao palco o espetáculo “Corpos Farpados”, às 21 horas.

SERVIÇO – Mais informações e detalhes da programação completa no site: www.cerradoabierto.com.br e pelo telefone (67) 98115-6071.

Jornal Midiamax