No coração do Monte Líbano, quintal com cara da casa de avó vira petiscaria e sorveteria

Casal garante: ‘petiscos são bem generosos e sorvete é bem cremoso’

Uma casa de esquina, com varanda com cara de casa de vó, toda mimosa e cheia de mesinhas de madeira espalhadas sobre o gramado. Localizada no coração do bairro Monte Líbano, a casa fica na região central entre as ruas Rui Barbosa e Sebastião Lima. Ali funciona a Petiscaria e Sorveteria Nossa Casa, que de uma maneira ‘caseira’ recebe a todos que chegar.

 O casal de noivos Nayara Lima, 22 e Gustavo Nunes, 24, são os responsáveis pela recepção do local. Logo ao chegarmos, já veio a pergunta de ‘Por quê?’ juntar petiscos com sorvete? A resposta foi simplificada por Gustavo que disse: “a ideia era justamente essa, fazer com que as pessoas se sintam em casa e consumam o que poderiam consumir no quintal de casa, ou seja, tem refeição salgada e a doce, para complementar”.

Pensando nessa ideia, Nayara que é nutricionista e veio de família que já trabalhou com sorvetes, pensou uma receita específica para ter o sorvete diferenciado da cidade. “Testamos, eu e minha mãe que já é experiente no assunto, várias receitas de deixar o sorvete bem cremoso e reformulamos a receita e deu certo”, conta a proprietária ao MidiaMAIS.

 Só por curiosidade, a receita é zero transgênica e sem gordura vegetal e, segundo Gustavo, ‘tem que provar para sentir o que ele tem’. Servidos em taças de vidro, o sorvete agrada. Para termos uma noção, até mesmo banana-split que estava extinto das sorveterias modernas, complementa o cardápio deles.

Vale lembrar que o sorvete é todo artesanal, de fabricação própria, montada com exclusividade pela nutricionista.

Já os petiscos, os mais variados tipos e até os clássicos entre os bares da Capital são oferecidos pelo “Nossa Casa”. Desde calabresa acebolada, coxinha com massa de mandioca, bolinho de carne seca e até mix de coisas gostosas e eles garante: tudo bem generoso.

“Uma das coisas que priorizamos quando resolvemos montar a petiscaria foi em oferecer um produto a altura, com iguarias bem produzidas e claro, fazer uma porção justa, porque enquanto casais, já nos decepcionamos muito em sair para comer e passar fome”, avalia Gustavo.

Ambiente de amigos

Como o ambiente é atraído por pessoas que queiram, de fato, colocar o pé na grama, comer uma comidinha caseira e depois saborear uma sobremesa gostosa, os proprietários garantem que todos que chegam até lá, voltam.

Nem ao menos o logo da petiscaria escapou de ser acolhida. Uma amiga do casal que, por coincidência mora no prédio a frente da casa, fez a nova logo e presenteou o novo empreendimento de Nayara e Gustavo.

Segundo Nayara, a amiga designer e vizinha ficou horas na janela desenhando a logo que se parece com a casa e claro, tem todo um toque especial. “Está sendo tão bacana a aceitação dos amigos e clientes que chegam aqui que é inexplicável… sem contar que o bairro estava carente de algo para acolher as pessoas e estamos apostando tudo aqui”.

O local fica aberto de terça a domingo das 18h Às 23h. Mais informações na página do Facebook, que já angariou mais de mil likes ou no Instagram, que tem fotos lindas para saborear os olhos de quem forem ver.

Mais notícias