Geral

Rosa Weber envia notícia-crime contra Bolsonaro à PGR por promover a cloroquina

A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal),  Rosa Weber, enviou uma notícia-crime apresentada pelo pDT contra o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à PGR (Procuradoria-Geral  da República) por promover e incentivar a cloroquina e hidroxicloroquina contra a Covid-19, sendo que o remédio não tem eficácia comprovada para tratar  a doença. A notícia-crime apresentada pelo Part...

Gabriel Maymone Publicado em 21/02/2021, às 21h59

Jair Bolsonaro exibe medicamentos em live. (Imagem: Reprodução)
Jair Bolsonaro exibe medicamentos em live. (Imagem: Reprodução) - Jair Bolsonaro exibe medicamentos em live. (Imagem: Reprodução)

A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal),  Rosa Weber, enviou uma notícia-crime apresentada pelo pDT contra o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à PGR (Procuradoria-Geral  da República) por promover e incentivar a cloroquina e hidroxicloroquina contra a Covid-19, sendo que o remédio não tem eficácia comprovada para tratar  a doença.

A notícia-crime apresentada pelo Partido Democrático Trabalhista se sustenta na produção de 3,2 milhões de comprimidos de cloroquina e hidroxicloroquina, discursos e declarações do presidente Jair Bolsonaro e o lançamento do portal TrateCov – administrado pelo Ministério da Saúde – que receitava cloroquina como “tratamento precoce” a paciente que poderiam ou não ter sintomas de Covid-19.

De acordo com o partido, houve excessiva divulgação para um medicamento sem comprovação científica no combate à Covid-19 e prováveis ilegalidades na utilização do dinheiro público .

Com isso, o PDT solicita que o Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), seja investigado por “‘ crimes de emprego irregular de verbas públicas e perigo para a vida ou saúde de outrem’, previstos no Código Penal , e pela ‘dispensa de licitação para a produção de comprimidos de cloroquina ‘”.

Jornal Midiamax