Ofensas em redes sociais ‘perturbam’ candidatos na reta final da campanha eleitoral

Batalhas dos candidatos contras ofensas em redes sociais continuam mesmo com fim da campanha eleitoral. Mais duas decisões favoráveis aos candidatos determinou o bloqueio de vídeo no Youtube e postagens no Facebook.


A Coligação “MS Cada Vez Melhor”, do candidato ao governo Nelsinho Trad (PMDB), pediu o bloqueio de mensagem ofensiva no perfil de José Pinheiro Tolentino Filho. O peemedebista também pediu direito de resposta.


O direito de resposta não foi concedido, mas a Justiça Eleitoral determinou o bloqueio de cinco postagens no perfil de José Pinheiro no prazo de 48 horas sob pena de multa diária de R$ 5 mil.


Outra representação foi da candidata a deputada estadual Keliana Fernandes (PSC), da Coligação “MS Cada Vez Melhor III”, que pediu bloqueio do vídeo do canal do Youtube “Quero um MS melhor Brasil” sob alegação de que houve montagem de áudio tida por forjada para comprometer a campanha da candidata.


A Justiça Eleitoral determinou a retirada do vídeo no prazo de 48 horas após a notificação da empresa Google Brasil sob pena de multa diária de R$ 15 mil. Além disso, solicitou à empresa que forneça dados requeridos por meio eletrônico e em planilhas.

Ofensas em redes sociais ‘perturbam’ candidatos na reta final da campanha eleitoral
Mais notícias