Sem empolgar, Grêmio derrota Juventude e abre vantagem na Copa do Brasil

Sem empolgar, o Grêmio levou a melhor no primeiro jogo do clássico contra o Juventude, valendo vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Jogando em casa, o time de Renato Gaúcho ganhou por 1 a 0 na noite desta quinta-feira. Isaque marcou o único gol da partida na capital gaúcha.

A partida da volta está marcada para quinta-feira da próxima semana, dia 5, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. O Grêmio avança em caso de empate. Se o Juventude vencer por um gol de diferença, o duelo será definido nos pênaltis.

 Na Arena do Grêmio, o time da casa esteve aquém do esperado, principalmente por ter marcado o gol de forma precoce. Com a vantagem construída rapidamente, a equipe gremista administrou o placar até o apito final sem exibir maior força no ataque, mesmo com Pepê e Diego Souza em campo.

 O Juventude, por sua vez, apostou na forte marcação e teve ao menos duas grandes chances para empatar. Sem sucesso neste jogo morno, o time de Caxias do Sul agora aposta na partida da volta para tentar surpreender o rival favorito.

 O JOGO – Contando com o retorno de Matheus Henrique, recuperado da covid-19, o Grêmio fez um primeiro tempo equilibrado contra o Juventude, apesar da vantagem no placar, construída logo aos 8 minutos. O gol nasceu de uma tabela entre Pepê e Isaque, que mandou para as redes com uma cavadinha.

 O lance, contudo, destoou do que foi o primeiro tempo na Arena do Grêmio. Tanto que, após abrir o placar, o time da casa aceitou a marcação alta do Juventude e recuou. Deu espaço ao experiente Renato Cajá, que passou a dominar o meio-campo e criar boas oportunidades. Na melhor delas, a bola sobrou para Dalberto, livre dentro da área pela esquerda. Ele mandou para fora, aos 19 minutos.

 A marcação adiantada do visitante e a lentidão do meio-campo gremista tornaram a etapa inicial morna, de raras emoções e poucas chances reais de gol. O time de Renato Gaúcho apostava demais nas investidas pelo lado esquerdo, com Pepê, sempre apoiado por Diogo Barbosa, mas o descompasso entre a morosidade do meio-campo e a velocidade do ataque deixava o Grêmio empacado em campo.

 O segundo tempo não trouxe mudanças neste panorama. O Grêmio só conseguiu chegar ao ataque aos 18 minutos, em finalização de Ferreira. Matheus Henrique também ameaçou, na sequência. Do lado do Juventude, as chances eram raras, mas ótimas. Na melhor de todas, Breno desperdiçou oportunidade incrível aos 34. Após cruzamento rasteiro da direita, ele, sem qualquer marcação na pequena área e diante do gol aberto, mandou por cima do travessão.

 O Grêmio respondeu dois minutos depois. Pepê bateu forte de pé direito, pela esquerda, e exigiu bela defesa de Marcelo Carné na última boa chance do Grêmio na partida.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 1 x 0 JUVENTUDE

GRÊMIO – Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Everton), Matheus Henrique, Isaque (Jean Pyerre); Ferreira (Thaciano), Pepê e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

JUVENTUDE – Marcelo Carné; Igor, Wellington, Bareiro e Eltinho; João Paulo, Gustavo Bochecha (Marciel), Renato Cajá (Rafael Silva) e Wagner (Capixaba); Breno Lopes e Dalberto (Gabriel Bispo). Técnico: Pintado.

GOL – Isaque, aos 8 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – João Paulo, Pepê.

ÁRBITRO – Anderson Daronco (RS).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Sem empolgar, Grêmio derrota Juventude e abre vantagem na Copa do Brasil
Mais notícias