São Paulo derrota o Fortaleza de Rogério Ceni em sua estreia no Brasileirão

Em sua primeira partida no Campeonato Brasileiro, o São Paulo “castigou” mais uma vez um dos maiores ídolos de sua torcida: o ex-goleiro e técnico do Fortaleza, Rogério Ceni. O problema é que a vitória por 1 a 0 em cima do adversário cearense não foi um primor e é certo que o conjunto treinado por Fernando Diniz precisa evoluir para tentar brigar, de fato, pelas primeiras posições da tabela.

A partida desta quinta-feira foi a terceira derrota de Rogério Ceni no comando do Fortaleza em três jogos contra o São Paulo. Esse foi o primeiro encontro realizado no Morumbi – os outros dois, pelo Brasileirão do ano passado, foram disputadas no Castelão e no Pacaembu. Antes da partida, a torcida do time onde o técnico fez história como goleiro enfeitou as arquibancadas com bandeiras do ídolo, que ainda foi homenageado em um vídeo no telão do estádio.

Fernando Diniz perdeu Vitor Bueno ainda no aquecimento para a partida. Assim, o técnico optou por começar o jogo com Paulinho Bóia e a ideia era explorar a velocidade do jogador revelado pelo clube.

Só que o São Paulo teve uma apresentação burocrática. Seu maior mérito foi aproveitar os erros do Fortaleza – ofensivos e defensivos. Mas o time de Diniz foi muito pobre na criação das jogadas. Em boa parte do jogo, a transição para o ataque foi lenta demais, com a bola passando de pé em pé pelos zagueiros, com toques laterais, nenhuma infiltração e poucas jogadas pelos lados do campo.

E foi em um desses raros lances do time pelos extremos do campo que o São Paulo conseguiu abrir o placar. No final do primeiro tempo, Pablo cansou de ficar dentro da área e não receber nenhuma boa bola. O atacante deu alguns passos para trás, pegou a bola no meio-campo e abriu na esquerda para Reinaldo. Rogério Ceni alertava sua defesa para a bola na segunda trave quando o lateral-esquerdo levantou. Daniel Alves entrou no meio dos zagueiros do Fortaleza e só escorou para dentro do gol.

No segundo tempo o jogo ficou ainda pior. Dentro de suas limitações, o Fortaleza conseguiu jogar dentro do campo do São Paulo – até chegou ao empate com Juninho, logo aos quatro minutos, em gol acertadamente anulado pelo VAR (árbitro de vídeo) por mão na bola.

Fernando Diniz tinha direito a cinco alterações, mas demorou para mudar o time e quando o fez, o jogo não fluiu – 15 dias depois da traumática eliminação do Paulistão com derrota para o Mirassol no Morumbi, o São Paulo não mostra evolução.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 0 FORTALEZA

SÃO PAULO – Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Igor Gomes, Dani Alves e Liziero (Luan); Pablo e Paulinho Bóia (Gabriel Sara). Técnico: Fernando Diniz.

FORTALEZA – Felipe Alves; Tinga, Paulão, Jackson (Carlinhos) e Bruno Melo; Felipe, Juninho (Wellington Paulista) e David; Romarinho (Mariano Vázquez), Osvaldo (Gabriel Dias) e Yuri César (Frangapane). Técnico: Rogério Ceni.

GOL – Daniel Alves, aos 43 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Jackson, Osvaldo, Bruno Alves.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

São Paulo derrota o Fortaleza de Rogério Ceni em sua estreia no Brasileirão
Mais notícias