Santos perde para a LDU na Vila, mas avança às quartas de final da Libertadores

O Santos sofreu mais do que precisava, mas está classificado para as quartas de final da . A equipe, que venceu a partida de ida das oitavas de final contra a LDU, em Quito, por 2 a 1, jogou mal, relaxou demais no segundo tempo e perdeu para os equatorianos por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. A equipe brasileira se classificou por ter feito dois gols fora de casa, avançando pelos critérios de desempate da competição sul-americana.

Com o resultado, o Santos perdeu a invencibilidade no torneio, e entra em estado de atenção para os próximos jogos na temporada. Agora, o time do técnico Cuca, que não ficou no banco de reservas por causa do protocolo sanitário da em relação ao novo coronavírus (o time foi comandado por seu irmão, o auxiliar Cuquinha), aguarda o vencedor do confronto entre Grêmio e o paraguaio Guaraní, que jogam na quinta-feira em Porto Alegre – no jogo de ida, o time do técnico Renato Gaúcho venceu por 2 a 0.

O jogo teve até mesmo “clima” de . Logo no início da partida, torcedores organizados do clube soltaram sinalizadores navais na região da Vila Belmiro. Como eles demoram mais tempo na queda, o jogo já havia começado quando alguns foguetes caíram no gramado, fazendo o árbitro argentino Nestor Pitana paralisar o jogo.

Mesmo com a vantagem construída no Equador, o Santos até começou a partida buscando o gol. No primeiro minuto, quase abriu o placar em um chute forte de Felipe Jonatan, que passou por cima do gol. Aos seis minutos foi a vez de Kaio Jorge assustar o goleiro Gabbarini em cabeceio perigoso. O arqueiro ainda precisou trabalhar em chute de fora da área de Diego Pituca e depois em uma finalização de dentro da área de Kaio Jorge.

Do outro lado, a LDU esperou o ímpeto do Santos diminuir para tentar abrir um pouco o seu jogo. Aos 25, a melhor chance dos visitantes no primeiro tempo caiu nos pés de Martínez Borja, artilheiro da equipe do Equador na competição. Lucas Veríssimo errou ao tentar afastar a bola dentro da área e Borja, sozinho e livre dentro da área, mandou a bola por cima do gol de John Victor.

O jovem goleiro ainda defendeu batida de Alcívar antes de ver o Santos mandar a bola na trave aos 29 – Soteldo cobrou falta da esquerda na área e Lucas Braga cabeceou firme, mas a bola explodiu no travessão.

Na segunda etapa, o Santos voltou sem mudanças. Mais uma vez, o time partiu para cima da LDU e levou muito perigo em chutes de Alison, aos sete minutos, e principalmente com Marinho, aos dez – ele recebeu na direita, entrou na área e bateu rasteiro com o pé direito, mas a bola passou rente à trave direita.

Mas a vantagem construída no primeiro jogo e o passar do tempo na segunda etapa na Vila Belmiro fizeram o Santos relaxar em campo. E isso custou caro. Aos 19 minutos, Zunino aproveitou a sobra dentro da área após a bola explodir na trave e abriu o placar na Vila. No lance, o bandeira assinalou o impedimento, mas na revisão do VAR, o gol foi validado.

O Santos só chegava com perigo quando a bola sobrava para Marinho. Aos 29, ele bateu com perigo falta sofrida por ele mesmo, mas mandou a bola para fora. Para piorar, a LDU chegava com perigo. Aos 33, o time equatoriano perdeu um gol incrível – Zunino aproveitou a sobra dentro da pequena área, quase debaixo da trave, mas fez o mais difícil e chutou por cima.

Depois, o Santos se trancou na defesa. Cuquinha tirou atacantes e começou a rechear a equipe de marcadores. Para a LDU, sobraram as jogadas de bola parada, mas com a defesa reforçada, o time não passou mais sustos. Antes do fim do jogo, que representou um alívio para o torcedor santista, os atletas ainda protagonizaram uma enorme confusão.

 

FICHA TÉCNICA:

 

SANTOS 0 X 1 LDU

 

SANTOS – John Victor; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Wagner ); Alison, Diego Pituca e Soteldo (Sandry); Lucas Braga (Madson), Kaio Jorge (Bruninho) e Marinho. Técnico: Cuquinha.

 

LDU – Gabbarini; Perlaza (Zunino), Luis Caicedo, Ordóñez e Ayala (Cruz); Villarruel (Aguirre), Alcívar, Quintero, Billy Arce (Marcos Caicedo) e Jhojan Julio; Martínez Borja. Técnico: Pablo Repetto.

 

GOL – Zunino, aos 19 minutos do segundo tempo.

 

ÁRBITRO – Nestor Pirana ().

 

CARTÕES AMARELOS – Alison, Ayala, Soteldo, Luis Caicedo, Wagner e John Victor.

 

CARTÕES VERMELHOS – Aguirre, Villarruel, Luiz Felipe.

 

LOCAL – Vila Belmiro, em Santos (SP).

 

 

Santos perde para a LDU na Vila, mas avança às quartas de final da Libertadores
Mais notícias