Ingressos para GP do Brasil de F-1 só serão vendidos após FIA decidir calendário

Por conta do coronavírus, sete corridas foram adiadas e três, canceladas

Os promotores do GP do de informaram, nesta sexta-feira, que a venda dos ingressos só será iniciada após a divulgação do novo calendário pela FIA – Federação Internacional de Automobilismo. Por conta do coronavírus, sete corridas foram adiadas e três, canceladas.

O GP do está previsto para 15 de novembro, no circuito de Interlagos. Duas semanas antes da corrida em Abu Dabi, que vai encerrar a temporada. O Mundial deve começar na Áustria, no circuito de Spielberg, em 5 de julho

“Este ano, em função da covid-19, a empresa promotora, sensibilizada pelos esforços empreendidos pela Prefeitura Municipal, decidiu antecipar as contribuições, que faz todos os anos, para instituições filantrópicas eiras que agora estão engajadas no combate à pandemia”, informou a nota dos organizadores.

Disputado desde 1972, o GP do tem com maior vencedor o francês Alain Prost, com seis vitórias. No ano passado, o pole position e o vencedor da prova foi o holandês Max Verstappen, da Red Bull.

Ingressos para GP do Brasil de F-1 só serão vendidos após FIA decidir calendário
Mais notícias