Guarani vence Ituano após 30 cobranças de pênaltis e avança no Troféu do Interior

Os rivais do interior empataram por 1 a 1 no tempo normal

O Guarani está classificado às semifinais do Troféu do Interior do . O time campineiro venceu o Ituano após 30 cobranças de pênaltis nesta quarta-feira. Os rivais do interior empataram por 1 a 1 no tempo normal e, nas penalidades máximas, o Guarani fez 11 a 10.

O jogo aconteceu no estádio José Liberatti, em Osasco, por conta do impedimento e proibição da prefeitura de Campinas devido à pandemia do novo coronavírus. Agora, o Guarani aguardará para conhecer seu adversário uma vez que os confrontos serão definidos na somatória das campanhas.

Lucas Abreu (2), Bidu (2), Pablo, Elias Carioca (2), Jefferson Paulino, Romércio, Renanzinho, Deivid anotaram para o Guarani. Já Eduardo Person, Bruno Silva, Marcelo, Pablo erraram seus pênaltis.

Paulinho Dias (2), Pegorari (2), Baralhas, Luiz Paulo, Léo Duarte, Guilherme, Suéliton, Breno Lopes fizeram os gols do Ituano nas penalidades máximas. Mateus Criciúma, Fillipe Soutto, Léo Rigo, Baralhas e Luiz Paulo falharam em suas cobranças.

O técnico Thiago Carpini não pôde contar com o lateral-direito Cristovam, o volante Igor Henrique e atacante Alemão. Com sintomas gripais, eles foram vetados, respeitando o protocolo do Comitê Médico da Federação Paulista de (FPF) para combater o novo coronavírus.

O Guarani entrou no jogo ligado e abriu o marcador logo aos 5 minutos. Eduardo Person tocou na medida para Waguininho que, dentro da pequena área, só teve o trabalho de tocar na saída de Pegorari.

Logo depois, aos 9 minutos, o jogo foi paralisado por conta de problemas nos refletores. Após consultar os goleiros, porém, o árbitro Ilbert Estevam da Silva reiniciou o jogo com luz natural A energia foi restabelecida aos 18 minutos. O Ituano acordou só aos 28 minutos. Gabriel Taliari bateu cruzado de dentro da área e assustou o goleiro Jefferson Paulino.

O Ituano voltou melhor no segundo tempo. Aos 6 minutos, Gabriel Taliari recebeu de Eduardo Lopes e chutou forte de fora da área, exigindo grande defesa de Jefferson Paulino. O empate aconteceu aos 28 minutos. Jefferson Paulino tirou a bola de soco, mas Gabriel Barros pegou o rebote e meteu por cima do camisa 12.

O Ituano bem que tentou, mas não conseguiu a virada. Já o Guarani, cansado visivelmente, se segurou lá atrás e levou a decisão para os pênaltis.

FICHA TÉCNICA:

GUARANI 1 (11) x (10) 1 ITUANO

GUARANI – Jefferson Paulino; Pablo, Romércio, Bruno Silva e Bidu; Deivid, Eduardo Person, Arthur Rezende (Lucas Abreu) e Lucas Crispim (Marcelo); Júnior Todinho (Elias Carioca) e Waguininho (Renanzinho). Técnico: Thiago Carpini.

ITUANO – Pegorari; Léo Duarte, Suéliton, Léo Rigo e Breno Lopes; Baralhas, Marcos Serrato (Fillipe Soutto) e Paulinho Dias; Gabriel Barros (Mateus Criciúma), Eduardo (Luiz Paulo) e Gabirel Taliari (Guilherme). Técnico: Vinícius Bergatin.

GOLS – Waguininho, aos 5 minutos do primeiro tempo, e Gabriel Barros, aos 28 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Ilbert Estevam da Silva (SP).

CARTÕES AMARELOS – Arthur Rezende, Deivid (Guarani).

LOCAL – Estádio José Liberatti, em Osasco (SP).

Guarani vence Ituano após 30 cobranças de pênaltis e avança no Troféu do Interior
Mais notícias