Grêmio empata aos 54 do 2° tempo com o América de Cali e avança em 1° do grupo

Em uma noite cheia de erros, um gol no último lance do jogo salvou o Grêmio de derrota na Copa . Diego Souza garantiu o 1 a 1 com o América de Cali, em Porto Alegre, e a primeira colocação do Grupo E aos gaúchos.

O gol da igualdade saiu apenas aos 54 minutos do segundo tempo, em uma bela e segura cobrança de pênalti de Diego Souza. Num jogo que começou com escalação equivocada de Renato Gaúcho, gol contra e expulsão de Kannemann, e um pênalti desperdiçado por Robinho ainda com 0 a 0 no placar, o empate acabou sendo um prêmio valioso ao Grêmio.

Beneficiado pela derrota do arquirrival Internacional (2 a 1 para a Universidad Católica), o time avançou em primeiro. Foi o primeiro gol de Diego Souza na . Decidiu de pênalti após abrir mão de uma cobrança por Robinho.

Dependendo de apenas suas forças para se garantir em primeiro no Grupo E, o Grêmio entrou em campo com importantes desfalques. Além de Alisson, machucado e fora por três semanas, Renato Gaúcho ganhou um problema de última hora: o resultado positivo para covid-19 de Matheus Henrique.

Para buscar a vitória e a primeira colocação em sua Arena, o treinador gaúcho “inventou” o lateral-direito Orejuela como atacante. E colocou Robinho na armação. A inovadora escalação não deu resultado no primeiro tempo, a ponto de o Grêmio quase não criar. Uma cobrança de falta de Lucas Silva foi o que de melhor o time criou numa etapa de nível baixo, muitas faltas e cartões amarelos.

Renato assumiu que errou ao retornar do intervalo com mudanças ousadas. Tirou Orejuela, a aposta que não rendeu frutos, e Lucas Silva para a entrada dos atacantes Isaque e Luiz Fernando. Se foi cauteloso na etapa inicial, optou por se expor na fase final

Com quatro atacantes em campo, a ordem era partir para cima do América de Cali. Nada de se arriscar em perder a primeira colocação. O Grêmio queria vencer. E, enfim, ameaçou o gol de Graterol.

A grande chance de abrir o marcador surgiu com cinco minutos. Luiz Fernando sofreu pênalti após tabelar com Diego Souza. Ainda em busca do primeiro gol na competição, todos imaginavam que o centroavante assumiria a cobrança. Porém, foi Robinho quem pegou a bola.

O meia ajeitou e bateu muito mal, na mão de Graterol. O goleiro não teve dúvidas em iniciar um contragolpe rapidamente. Deu lançamento longo para Vergara que cruzou e viu Kannemann desviar contra as próprias redes. A chance grande de abrir o placar virou desvantagem ao Grêmio.

O jogo, então, ficou completamente aberto e indefinido. Era o Grêmio buscando o empate a todo custo e deixando brechas na defesa, com os colombianos não caprichando para ampliar. Everton, de cabeça, mandou a oportunidade clara de empate para fora. O nervosismo gaúcho jogava contra.

Pela vaga, o América tinha de ganhar, torcer por derrota do Inter e ainda descontar um saldo de cinco gols. Mas o 1 a 0 no Sul parecia um sonho e, restando 15 minutos, o time começou a jogar para segurar o resultado mínimo.

O Grêmio, mais na base da vontade do que na organização, buscou a igualdade até o fim. Porém, esbarrava na boa marcação colombiana. Kannemann fechou a noite desastrosa com cartão vermelho após bater boca com Cabrera já nos acréscimos, o que rendeu mais três minutos de acréscimos aos já cinco dados pela arbitragem. Tempo extra que seria decisivo para o placar.

A derrota gaúcha parecia inevitável quando, aos 53, surgiu novo pênalti no jogo, agora em jogada criada por Isaque, com a bola batendo na mão de Velasco. Desta vez Diego Souza assumiu a responsabilidade, pegou a bola e foi para a cobrança. Com direito a paradinha, o Grêmio salvou uma noite desastrosa com o gol de empate. Um gol doloroso aos colombianos, que perderam a vaga para a Copa Sul-Americana.

 

FICHA TÉCNICA

 

GRÊMIO 1 x 1 AMÉRICA DE CALI

 

GRÊMIO – Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, Kanneman e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Isaque), Maicon (Everton), Robinho (Thaciano) e Orejuela (Luiz Fernando); Pepê (Ferreira) e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

 

AMÉRICA DE CALI – Graterol; Arrieta, Marlon Torres, Segovia e Velasco; Paz, Sierra (Jaramillo) e Carrascal; Moreno (Cabrera), Vergara e Juan Pérez (Arias). Técnico: Juan Cruz Real.

 

GOLS – Kanneman (contra), aos 7, e Diego Souza, aos 54 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS – Lucas Silva, Maicon e Thaciano (Grêmio); Arrieta, Segovia, Velasco, Vergara, Marlon Torres e Cabrera (América de Cali).

 

CARTÃO VERMELHO – Kanneman (Grêmio).

 

ÁRBITRO – Fernando Rapallini ().

 

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados.

 

LOCAL – Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Grêmio empata aos 54 do 2° tempo com o América de Cali e avança em 1° do grupo
Mais notícias