Especialistas em leitura labial confirmam que Neymar foi chamado de macaco

Especialistas em leitura labial confirmaram neste domingo, em entrevista à TV Globo, que Neymar foi alvo de racismo por parte do zagueiro espanhol Álvaro González, do Olympique de Marselha. Eles afirmaram que o defensor direcionou a palavra “mono” (macaco, em espanhol) ao atacante brasileiro do Saint-Germain no clássico disputado no último dia 13, em , pelo Campeonato Francês.

Os especialistas ouvidos são Luis Felipe Ramos, que faz parte da Associação de Surdos do , Felipe Oliver e Mikel Vidal, tradutores de libras que trabalham para o Instituto Nacional de Educação de Surdos – esse último é filho de colombianos e tem formação avançada em espanhol.

“Ele fala a palavra ‘mono’ em espanhol, no momento em que ele, inclusive, fala e vira a boca. Ali fica claro. A gente não conseguiu, por exemplo, perceber o que ele fala antes de falar a palavra ‘mono’. Mas a palavra ‘mono’ foi um trecho que a gente teve consenso na hora em que estava fazendo o trabalho de leitura labial”, disse Felipe Oliver.

A ofensa teria acontecido ainda no primeiro tempo da partida, após um desentendimento entre o atacante e o defensor. Neymar foi até o quarto árbitro e disse as palavras “racismo, não!”, mas nada foi feito pela equipe de arbitragem. No final do jogo, após uma briga generalizada, Neymar deu um tapa na cabeça de González e recebeu o cartão vermelho.

A discussão prosseguiu nas redes sociais, onde Neymar afirmou que o único arrependimento foi não ter “dado na cara” do espanhol; González afirmou que não era racista, insinuou que a situação foi devido à derrota do Saint-Germain e postou uma foto do elenco do Olympique de Marselha – o brasileiro então respondeu criticando-o e dizendo que ele “não era homem de assumir o erro”.

O Olympique de Marselha defendeu González e afirmou que o espanhol não é racista. Um tio do zagueiro afirmou que a palavra pronunciada foi “bobo” e não “mono”, em entrevista na .

Neymar foi punido com dois jogos de suspensão por conta do cartão vermelho. O Saint-Germain preparou um dossiê para a defesa do atacante e, caso González seja punido, pode ficar fora de até 10 jogos.

Especialistas em leitura labial confirmam que Neymar foi chamado de macaco
Mais notícias