Com Neymar expulso e dois de Marquinhos, PSG vence Bordeaux em jogo com sete gols

O Paris Saint-Germain segue sobrando no Campeonato Francês, mas tem muitos problemas a resolver. Neste domingo, viu Neymar ser expulso nos acréscimos do segundo tempo, por uma entrada dura, em nova ação polêmica nos últimos dias. Além disso, a defesa não tem exibido a segurança esperada para alçar voos mais altos, tanto que o time sofreu para derrotar o Bordeaux por 4 a 3, em partida válida pela 26ª rodada e disputada no Parque dos Príncipes. Marquinhos foi o destaque ao marcar duas vezes e Cavani chegou aos 200 gols pelo clube.

Neymar recebeu dois cartões amarelos, nos acréscimos de cada tempo. No primeiro, por reclamação, logo após o segundo gol do Bordeaux. E o segundo por entrada dura em Adli. O duelo foi apenas o segundo do atacante após se recuperar de lesão nas costelas, o que o levou a retornar ao time apenas no meio da última semana, na derrota por 2 a 1 para o Borussia Dortmund, em que ele marcou uma vez, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Por causa do problema, Neymar ficou de fora de quatro partidas do PSG. O brasileiro reclamou da cautela do técnico Thomas Tuchel em utilizá-lo, afirmando que poderia ter retornado na segunda da série de partidas em que desfalcou o time.

Já no último sábado, o treinador criticou o elenco pela divulgação nas redes sociais de um vídeo com a participação de quase todos os atletas na festa de aniversário do uruguaio Cavani e dos argentinos Di María e Icardi nesta semana.

Mas independentemente dos problemas extracampo, o novo triunfo levou o PSG aos 65 pontos, na liderança do Francês e com 13 de vantagem para o segundo colocado Olympique de Marselha, que no sábado perdeu para o Nantes. Mas o time levou nove gols nos últimos três compromissos na competição e ainda perdeu Thiago Silva, lesionado, neste domingo. Além disso, o goleiro reserva Sergio Rico cometeu falha no gol marcado por Pablo. Já o Bordeaux parou nos 35 pontos, em 12º lugar.

O PSG entrou em campo com uma mensagem de apoio aos chineses, que sofrem com o surto de coronavírus no país. Tuchel escalou o time parisiense com Thiago Silva, Marquinhos e Neymar como titulares, enquanto o Bordeaux começou a partida com os brasileiros Otávio e Pablo em campo.

E o início da partida foi difícil para o PSG, que perdeu Thiago Silva, lesionado, nos minutos iniciais e ficou em desvantagem aos 17, quando o sul-coreano Hwang Ui-Jo colocou o Bordeaux em vantagem, com um gol marcado de cabeça. Só que o time parisiense respondeu na sequência, aos 24, com Cavani completando, também de cabeça, um cruzamento de Di María, chegando aos 200 gols com a camisa do clube.

O PSG passou na frente nos acréscimos graças a um lance em que contou com alguma sorte e teve novamente a participação de Di María. Aos 47, o argentino cobrou falta, Marquinhos buscou se antecipar e marcou com o ombro esquerdo. Só que outro lance estranho igualou o placar. Aos 50, depois de outra cobrança de falta, e corte errado da zaga do PSG, Verratti recuou para Sergio Rico, que chutou em cima de Pablo, com a bola entrando na sua própria meta.

Mas Marquinhos voltaria a aparecer no segundo tempo. Aos 17 minutos, Mbappé cruzou fechado, Cavani cabeceou para a defesa parcial de Costil, mas Marquinhos, na pequena área, tocou para as redes: 3 a 2. E o quarto gol veio aos 23, após vacilo da defesa do Bordeaux na saída de jogo. Mbappé aproveitou para tabelar com Cavani, chutando rasteiro para marcar. O Bordeaux ainda diminuiu com Rúben Pardo, aos 37, em chute de fora da área, após corte parcial de Marquinhos. O placar não se movimentou mais, mas Neymar acabou chamando os holofotes para si com a expulsão nos acréscimos, pela entrada dura em Adli.

OUTROS JOGOS – Com gols de Niang, o Rennes venceu o antepenúltimo colocado Nîmes por 2 a 1, em casa, e ascendeu para o terceiro lugar, com 44 pontos. Já Saint-Étienne e Reims empataram por 1 a 1 neste domingo.

Mais notícias