Clubes ingleses chegam a um acordo e retornam aos treinamentos nesta terça-feira

Decisão teve o respaldo de jogadores, técnicos, médicos dos clubes e consultores independentes

Depois de um longo período sem qualquer atividade, os 20 clubes que integram o se reuniram por videoconferência nesta segunda-feira e votaram a favor, de forma unânime, para voltarem aos treinamentos já nesta terça, ainda em pequenos grupos, com um conjunto de protocolos médicos para manter os jogadores seguros em meio à do novo coronavírus.

A decisão desta segunda-feira – que teve o respaldo de jogadores, técnicos, médicos dos clubes e consultores independentes – é mais um passo para a retomada da competição, paralisada desde o início de março. Na última quinta, o governo britânico deu o aval para o reinício das competições de no país.

“A saúde e o bem-estar de todos os participantes são as prioridades da Premier League (promotora do ) e o seguro aos treinamentos é um processo com um passo de cada vez”, declarou a liga inglesa, nesta segunda-feira, em nota oficial.

Os jogadores precisarão seguir as regras de distanciamento social e não será permitido o contato físico durante os s. Protocolos médicos do “mais alto nível” terão de ser obedecidos para garantir a segurança de todos nas atividades. A liga inglesa e as autoridades britânicas ainda estudam o desenvolvimento de protocolos para os s coletivos.

O secretário de Esporte do governo britânico, Oliver Dowden, disse que “bons progressos” estão sendo feitos em discussões “muito construtivas” nos últimos dias. “Tive algumas discussões muito construtivas na quinta-feira com a FA (Football Association), a EFL (English Football League Championship) e a Premier League”, disse o político à rede de TV inglesa Sky News

“Estamos trabalhando duro com eles para tentar trazer de volta (a temporada), visando meados de junho, mas o teste número um é a segurança pública. Eles, como muitos outros esportes que estamos vendo voltar de portas fechadas, já se reuniram com a Public Health England várias vezes para examinar a segurança. Se conseguirmos resolver isso, procuraremos retomar em meados de junho. Estamos fazendo um bom progresso”, acrescentou.

Com muitos casos, a é um dos países que mais sofreram com a do novo coronavírus. Até o momento, foram 132 mil casos e mais de 27 mil mortes pela covid-19.

Clubes ingleses chegam a um acordo e retornam aos treinamentos nesta terça-feira
Mais notícias