Esportes

Champions League será realizada em Portugal

Finalmente a tão amada competição terá seu retorno, após vários meses de indefinição em virtude da pandemia.

Produção Publicado em 26/06/2020, às 09h54

Saudades de ver a taça?! | Foto (reprodução)
Saudades de ver a taça?! | Foto (reprodução) - Saudades de ver a taça?! | Foto (reprodução)

Finalmente, após diversos meses parada, a tão amada UEFA Champions League, estará retornando com suas partidas. Um dos maiores torneios de futebol do mundo, se não o maior, a Champions League (Liga dos Campeões em português) está paralisada a mais de três meses por conta da atual crise mundial. Porém, na última quarta-feira (17/06), a UEFA, entidade que comanda o futebol europeu, anunciou a volta do campeonato.

O palco do espetáculo já está definido, e será a capital de Portugal, Lisboa, que sediará as partidas a partir das quartas de final até a grande final, substituindo Istambul. Todas as partidas serão realizadas em um período de apenas 12 dias. Os estádios também já foram definidos, e as partidas serão feitas no estádio da Luz, pertencente ao Benfica, e no estádio José Alvalade, casa do Sporting. Os jogos serão realizados entre os dias 12/8 e 23/8, às 16h (horário de Brasília).

Já as partidas das oitavas de final, que ainda não foram realizadas por conta da paralisação, ocorrerão nos dias 7 e 8 de agosto. Porém, ainda não há um local definido para esses jogos, sendo considerada a possibilidade de realizá-los nas sedes dos clubes mandantes ou em cidades de Portugal, provavelmente Guimarães e Porto.

Lisboa já sediou uma final anteriormente

Esta não será a primeira vez que a capital portuguesa recebe jogos importantes da Champions. Finais grandiosas como a de 2014 entre o Real Madrid e o Atlético de Madrid, times populares em plataformas de apostas esportivas e que dispensam apresentações, foram sediadas em Lisboa. Qualquer torcedor tupiniquim, apaixonado por futebol pode dar o seu palpite. A betwinner aceita jogadores brasileiros que gostam desses e outros times o suficiente para fazer uma fezinha. Nesse jogo histórico, os merengues começaram indo com tudo pra cima dos colchoneros.

Porém, quem abriu o placar foi o Atlético. A partir daí, o time do técnico Diego Simeone segurou o resultado até os minutos finais do segundo tempo, quando, após uma cobrança de escanteio, Sergio Ramos marcou um golaço de cabeça, levando o jogo para a prorrogação e desestabilizando os colchoneros. No primeiro tempo do prolongamento, não havia acontecido muita coisa, mas logo no início da segunda etapa, o Galês Gareth Bale virou o jogo para os merengues. Posteriormente, em um chute da entrada da grande área, o lateral Marcelo, aumenta o placar para o Real, e para fechar o caixão, Cristiano Ronaldo faz mais um de pênalti. A partida acaba 4×1 para os merengues, tornando o Real Madrid o primeiro clube da história a conquistar 10 vezes a Champions League.

Messi e Cristiano
Foto (reprodução)

Briga pela artilharia histórica da Champions League

Não é de hoje que os brasileiros assistem e se deliciam com os jogos da Liga dos Campeões. Quem já acompanha o torneio há algum tempo, sabe da “rivalidade” que vem sendo construída ao longo dos anos entre os craques Cristiano Ronaldo e Messi. Esses monstros do futebol a cada temporada que passa alcançam número inimagináveis, e brigam sempre pela artilharia de cada campeonato que disputam.

No entanto, na Liga dos Campeões o português é dominante. O craque que fez história com as camisas de Manchester United e Real Madrid, e atualmente joga pela Juventus de Turim, já marcou 128 vezes na competição ao longo dos anos. O homem é uma máquina de fazer gols e ocupa o posto de maior artilheiro da história do campeonato há algum tempo. CR7 já deixou para trás ídolos do Real Madrid, como Raúl, que balançou as redes 71 vezes e Van Nistelrooy, que marcou 51 gols na competição.

Porém, Messi não está muito atrás, o gênio argentino, tem nada mais, nada menos do que 114 gols na história do campeonato. O mais impressionante é que todos eles foram marcados com a camisa do mesmo clube, o Barcelona. Só resta saber se Messi conseguirá alcançar seu nêmesis nesta temporada.

Jornal Midiamax