Cazares dá festa durante a quarentena e será multado em cerca de R$ 130 mil

A festa que provocará a punição a Cazares ocorreu em 15 de maio

O meia Cazares, do Atlético Mineiro, promoveu uma festa no condomínio onde mora, em Lagoa Santa, e será multado em até R$ 132 mil pela prefeitura da cidade, localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, por desreitar o decreto municipal que proíbe esse tipo de aglomeração durante o período da pandemia do coronavírus. Recentemente, ele testou positivo para a covid-19, em exame realizado pelo seu time.

A festa que provocará a punição a Cazares ocorreu em 15 de maio, de acordo com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Lagoa Santa. Após a denúncia de vizinhos, que fizeram diversas reclamações, as autoridades que foram ao local detectaram que havia entre 20 a 30 pessoas na confraternização do meia equatoriano.

O decreto municipal 4.009, de 2020, proíbe festas e confraternizações em casas, sítios e condomínios com aglomerações. A multa máxima pode chegar a R$ 132 mil. E o valor a ser pago por Cazares tende a ser o máximo – ou próximo dele – porque o equatoriano é reincidente. Também pesa, além do descumprimento da legislação, o número de pessoas presentes na festa.

Essa não foi a primeira vez que se torna pública uma atividade de Cazares de desreito às medidas de isolamento social. No início de maio, ele foi filmado disputando uma partida de futebol em quadra de society em Santa Luzia, nas proximidades de Belo Horizontes. Ele estava acompanhado de Otero, seu companheiro no Atlético-MG.

No último domingo, o clube comunicou os resultados dos seus testes semanais para o coronavírus e revelou que o equatoriano foi o único atleta do elenco a testar positivo. Os exames tinha sido feitos um dia antes e o equatoriano estava assintomático, sendo instruído a cumprir 14 dias de . Nesse momento, ele está afastado da rotina de treinos do Atlético.

Cazares dá festa durante a quarentena e será multado em cerca de R$ 130 mil
Mais notícias