Botafogo sai na frente do Paraná pela Copa do Brasil, mas é vaiado pela torcida

O Botafogo saiu na frente do Paraná por uma vaga na quarta fase da Copa do Brasil, ao ganhar por 1 a 0, na noite desta terça-feira, no Engenhão, no Rio. Mas o resultado magro não deixou os torcedores satisfeitos. Os mais de 22 mil alvinegros presentes no estádio vaiaram o time comandado por Paulo Autuori após o apito final do árbitro, principalmente pelo futebol apresentado no segundo tempo.

A partida de volta acontece na próxima quarta-feira, às 19h15, na Vila Capanema, em Curitiba. O Botafogo tem a vantagem, enquanto o Paraná precisa ganhar por dois ou mais gols de diferença. Gol fora de casa não vale como critério de desempate

A grande presença de público se justifica, em princípio, pela decantada estreia do meia Honda. Mas o japonês não se sentiu em suas melhores condições físicas e avisou no fim de semana que não faria a sua estreia.

A pressão inicial do Botafogo surtiu efeito logo aos 11 minutos. Luiz Fernando surpreendeu o goleiro Marcos ao finalizar cruzado e viu a bola entrar no cantinho direito, levantando a torcida das arquibancadas.

O Paraná tinha muitas dificuldades para criar e só finalizou em um chute sem perigo de Raphael Alemão depois dos 20 minutos. Já o Botafogo apostava na velocidade de Luiz Fernando, Luis Henrique e Bruno Nazário.

Aos 33, Bruno Nazário soltou a bomba de fora da área e a bola explodiu no travessão. A resposta do Paraná veio em chute rasteiro de Andrey defendido por Gatito Fernández. O time da casa perdeu uma chance incrível antes do intervalo. Luiz Fernando fez boa jogada e cruzou na medida para Bruno Nazário. Livre de marcação, o meia cabeceou ao lado do gol. Logo depois, Andrey arriscou e Gatito mandou para escanteio.

Os times voltaram do intervalo sem substituições. O Paraná iniciou o segundo tempo com uma postura mais ofensiva, marcando no campo de ataque, mas dando espaço para os contra-ataques do Botafogo.

Aos 11, Luis Henrique finalizou rasteiro e Marcos defendeu com segurança. Seis minutos depois, Raphael Alemão chutou e Gatito Fernández segurou sem dar rebote. Andrey estava esperando uma falha do goleiro botafoguense.

O empate tricolor só não aconteceu em chute colocado de Renan Bressan porque Gatito Fernández fez grande defesa, mandando para escanteio. Na sequência, Luiz Fernando cruzou e Pedro Raul furou A bola acertou a barriga de Juninho, mas os torcedores pediram toque na mão.

Aos 28, os alvinegros voltaram a protestar contra a arbitragem pedindo pênalti de Juninho em Bruno Nazário. Nada foi marcado. O Paraná aproveitou a queda física dos cariocas para criar boas oportunidades.

Gustavo Mosquito escapou em velocidade e bateu para fora. O time alvinegro ficou trocando passes nos minutos finais esperando o tempo passar, irritando os torcedores.

 

FICHA TÉCNICA

 

BOTAFOGO 1 X 0 PARANÁ

 

BOTAFOGO – Gatito Fernández; Barrandeguy, Marcelo Benevenuto, Kanu e Danilo Barcelos (Guilherme Santos); Caio Henrique (Luiz Otávio), Alex Santana (Cortez) e Bruno Nazário; Luis Henrique, Luiz Fernando e Pedro Raul. Técnico: Paulo Autuori.

 

PARANÁ – Marcos; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Carlos Dias, Kaio e Renan Bressan; Andrey (Rafael Furtado), Thiago Alves (Gustavo Mosquito) e Raphael Alemão (Robson). Técnico: Allan Aal.

 

GOL – Luiz Fernando, aos 11 minutos do primeiro tempo.

 

ÁRBITRO – Daniel Nobre Bins (RS).

 

CARTÕES AMARELOS – Marcelo Benevenuto (Botafogo); Andrey (Paraná).

 

RENDA – R$ 450.244,00.

 

PÚBLICO – 20.469 pagantes (22.833 presentes).

 

LOCAL – Engenhão, no Rio.

Botafogo sai na frente do Paraná pela Copa do Brasil, mas é vaiado pela torcida
Mais notícias