Bahia vence fora, afunda Coritiba na degola e vê G6 mais próximo

A matéria enviada anteriormente continha um erro na ficha técnica. O Coritiba foi dirigido pelo auxiliar Pachequinho, pois o técnico Rodrigo Santana está afastado, com coronavírus. Segue a versão corrigida:

O começa a sonhar com uma vaga na . O time de Mano Menezes engatou a segunda vitória seguida no Brasileirão ao derrotar o Coritiba por 2 a 1, na noite desta segunda-feira, no estádio Couto Pereira, pela 21ª rodada.

O resultado colocou o na nona posição, com 28 pontos, a seis do Santos, sexto colocado, fechando o G6, o grupo de classificação ao torneio continental. O Coritiba, por outro lado, perdeu a oportunidade de deixar a zona de rebaixamento e estacionou com 20 pontos.

O início do primeiro tempo foi agitado. O Coritiba encontrou um buraco pelo lado esquerdo e começou a usá-lo a seu favor. Logo aos dois minutos, Willian Matheus avançou em velocidade e cruzou na medida para Giovanni Augusto, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

O time da casa continuou com domínio total e foi perdendo uma oportunidade atrás da outra. Aos 35 minutos, tudo desandou. O que era para ser sonho terminou em pesadelo. Giovanni Augusto fez linda jogada pela direita e marcou, mas o árbitro, através do VAR, anulou devido a uma disputa no meio de campo, onde a bola teria batido na mão de Neílton.

O , então, empatou de forma imediata. Ainda aos 35, Élber recebeu dentro da área, deu um corte seco na marcação e chutou rasteiro para marcar. O segundo quase saiu no fim com Gregore, mas William Matheus se recuperou a tempo para afastar o perigo e salvar o Coritiba.

O intervalo teve uma pequena confusão. A arbitragem foi bastante xingada por membros da diretoria do Coritiba que se encontravam nas arquibancadas do Couto Pereira devido o gol anulado pelo VAR O incidente foi para a súmula.

O segundo tempo foi mais aberto, com ambas as equipes buscando o gol. O teve mais sorte e se colocou à frente aos 26 minutos. Zeca avançou pela esquerda e cruzou. A bola ganhou efeito e acabou enganando o goleiro Wilson: 2 a 1. O lateral fez sua primeira partida sob o comando de Mano Menezes no time tricolor.

Após o gol, o começou a administrar a vantagem. O Coritiba se viu desesperado e se atirou de qualquer forma ao ataque. O goleiro Wilson chegou até mesmo ir para a área nos minutos finais, mas não conseguiu impedir a derrota no Couto Pereira.

Na próxima rodada, o enfrenta o Red Bull Bragantino na sexta-feira, às 20 horas, no estádio Nabi Abi Chedid. No sábado, às 19h, o Coritiba visita o no Maracanã.

 

FICHA TÉCNICA

 

CORITIBA 1 X 2 BAHIA

 

CORITIBA – Wilson; Maílton, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matehus Sales (Pablo Thomaz) Matheus (Sarrafiore) e Giovanni Augusto; Robson e Neilton (Rodrigo Muniz). Técnico: Pachequinho (auxiliar).

 

BAHIA – Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Anderson Martins (Juninho) e Matheus (Zeca); Gregore, Ronaldo e Daniel (Rodriguinho); Fessin (Rossi), Gilberto e Élber (Marco Antônio). Técnico: Mano Menezes.

 

GOLS – Giovanni Augusto, aos dois, e Élber, aos 35 minutos do primeiro tempo. Zeca, aos 26 minutos do segundo tempo.

 

ÁRBITRO – Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

 

CARTÕES AMARELOS – Giovanni Augusto, Mailton e Robson (Coritiba); Gregore, Ronaldo e Rodriguinho ().

 

LOCAL – Estádio Couto Pereira, em (PR).

Bahia vence fora, afunda Coritiba na degola e vê G6 mais próximo
Mais notícias