Atlético-GO derrota Sport, ganha três posições e respira na luta contra degola

O Goianiense quebrou uma sequência negativa de cinco tropeços consecutivos ao derrotar o Sport pelo placar de 1 a 0, na noite desta segunda-feira, na Ilha do Retiro, no encerramento da 22ª rodada do . Foi o primeiro triunfo do time goiano desde o retorno do técnico Marcelo Cabo.

Com o resultado, o se afastou da zona de rebaixamento e deixou seu adversário em situação delicada. O time goiano é o 12º colocado, com 27 pontos, contra 25 da equipe pernambucana, na 15ª posição e há três jogos sem vencer. O primeiro time dentro da zona de rebaixamento é o Vasco, com 24.

Sem a energia de Jair Ventura no banco de reservas, o Sport fez um primeiro tempo em ritmo lento, com uma leve superioridade do rival. O treinador, assim como o atacante Dalberto, não puderam ir ao jogo por testarem positivo para a covid-19. Em campo, o time pernambucano sofreu e contou com o goleiro Luan Polli para segurar o 0 a 0.

Em cobrança de falta de Chico, a bola ficou em Maidana. Willian Maranhão pegou a sobra e obrigou grande defesa do goleiro, que também contou com a sorte ao ver uma tentativa de Gilvan passar rente à trave. Zé Roberto também tentou, mas foi mais um a parar no goleiro, em noite iluminada.

Do outro lado, o Sport errou muitos passes, precisamente os cruzamentos. Em um dos poucos acertos, Mikael cabeceou nas mãos de Jean. Adryelson ainda teve uma última oportunidade já nos acréscimos, porém, também errou o alvo.

O jogo ganhou em emoção no segundo tempo e foi bem mais movimentado. Aos 15 minutos, Zé Roberto puxou contra-ataque e deu um lindo passe para Janderson na esquerda. O atacante invadiu a área e tocou na saída de Luan Polli para fazer 1 a 0. O Sport tentou responder em uma troca envolvente de passes, mas ninguém chegou para finalizar.

O ainda continuou melhor e voltou a perder nova oportunidade. Janderson disparou em velocidade e tocou para Danilo Gomes, que chutou para fora. No fim, o Sport se atirou com tudo e chegou a ter um pênalti marcado, aos 51 minutos, em cima de Hernane Brocador. A árbitra, no entanto, voltou atrás e anulou o lance, impossibilitando assim qualquer tipo de reação da equipe pernambucana.

Na próxima rodada, o enfrenta o no sábado, às 17h, no Allianz Parque, em São Paulo (SP). No mesmo dia e horário, o Sport visita o Santos, na Vila Belmiro, em Santos (SP).

 

FICHA TÉCNICA:

 

SPORT 0 x 1 ATLÉTICO-GO

 

SPORT – Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Sander; Márcio Araújo (Bruninho), Thiago Neves (Júnior Tavares), Jonatan Gomez (Marquinhos) e Lucas Mugni; Leandro Barcia (Lucas Venuto) e Mikael (Hernane Brocador). Técnico: Ricardo Henriques (preparador físico).

 

ATLÉTICO – Jean; Dudu, João Victor, Gilvan e Nicolas; Willian Maranhão, Chico (Pereira) e Matheus Vargas (Rithely); Janderson (Arnaldo), Zé Roberto (Júnior Brandão) e Gustavo Ferrareis (Danilo Gomes). Técnico: Marcelo Cabo.

 

GOL – Janderson, aos 15 minutos do primeiro tempo.

 

CARTÕES AMARELOS – Sander (Sport); Chico, Gustavo Ferrareis e João Victor (-GO).

 

ÁRBITRO – Edina Alves Batista (SP).

 

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

 

LOCAL – Estádio Ilha do Retiro, em (PE).

Atlético-GO derrota Sport, ganha três posições e respira na luta contra degola
Mais notícias