Alisson dá assistência, Liverpool bate o United e abre 16 pontos na liderança

Clube abriu 16 pontos na liderança do torneio e começa a contar os dias para o título

O Liverpool deu um passo importante na caminhada rumo ao título do Campeonato Inglês. Neste domingo, a equipe do técnico Jurgen Klopp venceu o clássico com o Manchester United por 2 a 0, abriu incríveis 16 pontos na liderança do torneio e começa a contar os dias para o título.

Único time que tirou pontos do Liverpool na competição, o United não conseguiu repetir a façanha no segundo turno diante de um rival que não dá brechas para os adversários e agora soma 64 pontos. Além disso, o atual campeão europeu ostenta 39 jogos de invencibilidade no campeonato nacional, considerando os jogos da edição passada.

Apesar de Klopp preferir não falar sobre o assunto, o título está ficando cada vez mais próximo, de modo que só uma tragédia impediria a quebra do jejum de quase 30 anos sem a taça. O United, por sua vez, permanece na quinta colocação, com 34 pontos, a cinco do Chelsea, que fecha a zona de classificação para a Liga dos Campeões da Europa.

A 21ª vitória do Liverpool em 22 jogos na competição foi assegurada com gols de Van Dijk e Salah. O zagueiro holandês abriu o placar de cabeça aos 14 minutos do primeiro tempo, etapa em que os donos da casa ainda balançaram as redes mais duas vezes, mas nos dois casos os lances foram anulados com o auxílio do VAR.

Primeiro, Firmino marcou um lindo gol em arremate colocado, de curva. Ele saiu para comemorar, no entanto, o gol foi anulado porque o árbitro enxergou falta de Van Dijk em disputa bola com De Gea no alto, antes da finalização do atacante brasileiro. Na sequência, Wijnaldum foi às redes, mas ele estava em posição de impedimento, confirmada pela tecnologia.

O Liverpool continuou a pressionar nos primeiros minutos do segundo tempo, estrangulando o United, que mal conseguiu finalizar. Salah e Mane tiveram boas chances para ampliar, mas nas duas ocasiões concluíram para fora, perto da trave esquerda de De Gea. Handerson acertou a trave com um chute potente de esquerda.

Os visitantes conseguiram sair para o jogo e chegaram a ter 85% de posse de bola. Sobrou volume de jogo, mas faltou inspiração para vencer a forte defesa liderada por Van Dijk. No último lance da partida, Salah se redimiu da chance perdida anteriormente e selou o triunfo após contra-ataque que começou com um lançamento preciso de Alisson para o egípcio e terminou com o chute rasteiro e preciso. O lance que sacramentou o placar é uma síntese da maneira como joga o time de Klopp e dá a dimensão do nível de jogo apresentado nesta temporada.

TROPEÇO – Mais cedo, o Leicester foi derrotado pelo Burnley fora de casa por 2 a 1 e desperdiçou a oportunidade de igualar a pontuação do vice-líder Manchester City. Parou nos 45 pontos, na terceira posição e amargou o segundo revés seguido. O deste domingo foi sofrido de virada.

Barnes abriu o placar no primeiro tempo para o time do técnico Brendan Rodgers, mas Chris Wood e Westwood marcaram na etapa final e asseguram a vitória do Burnley, que subiu para o 14º lugar, com 27 pontos.

Mais notícias