União se impõe sobre o Operário e aplica goleada de 6 a 1 pelo Estadual Sub-19

No sábado, Corumbaense bateu o Comercial por 3 a 1 já na estreia

A tradição e o peso da camisa ficaram do lado de fora do campo nesta manhã de domingo (9) no Estádio das Moreninhas, no duelo em que o União não tomou conhecimento do Operário e aplicou uma ‘sonora’ goleada de 6 a 1 sobre o Operário, em duelo válido pela primeira rodada do Campeonato Estadual Sub-19 de futebol.

Mesmo sendo realizada com portões abertos, poucos torcedores compareceram ao jogo, a maioria deles formada por pais de atletas, e viram o tricolor da Capital, com alguns ex-jogadores do Galo, não dar chance para o adversário.

Os principais nomes do jogo foram os atacantes Higor e Toko. Aos 36 minutos da etapa inicial, Toko arrancou pelo meio em contra-ataque, passando a bola para Higor, que da entrada da área acertou um belo chute e abriu o placar.

Logo depois, aos 44 minutos, veio o segundo gol após Higor sofrer pênalti. Toko foi para a cobrança e ampliou o marcador. Na etapa final, novamente Toko de pênalti, aos três minutos, deixou o União com folga no placar, com 3 a 0.

Já os 24 minutos, o camisa 11 do Operário, João, apareceu para marcar o gol de honra do Galo, mas acabou vendo 11 minutos depois Ronald fazer o quarto para o União. Já sem forças para reagir, o Operário ainda sofreu mais dois gols. Aos 37, Igor marcou o quinto do tricolor, enquanto Higor encerrou a goleada aos 40 minutos, com o sexto.

Jogo de sábado e o campeonato

Ao todo, seis times disputam a competição, que além de Operário e União, conta também com Comercial, Serc, Corumbaense e Cena. Nesta primeira rodada, jogaram apenas União e Operário, e Corumbaense e Comercial.

Mesmo com um time montado às vésperas, o Corumbaense estreou em casa com vitória por 3 a 1 sobre o Comercial, que participa do torneio em parceria com outro clube menor da Capital, o Náutico. O Comercial saiu na frente, mas levou a virada do Carijó com gols de João Assad, Milton e Euller.

Nos últimos cinco anos o Sub-19 teve foram cinco campeões diferentes. O maior campeão da competição é o Cene, hoje inativo, com seis títulos. O Comercial tem quatro, Aquidauanense três, e Operário e Guaicurus dois, cada um.

A competição dá ao campeão e vice vaga na Copa São Paulo de Juniores 2020 – maior torneio de futebol de base do Brasil, organizada pela Federação Paulista – e ao campeão, vaga na Copa do Brasil 2020, organizada pela CBF.

Mais notícias