Tradicional instabilidade de Interlagos volta a incomodar os pilotos na Fórmula 1

O primeiro dia de treinos livres para o GP do Brasil de Fórmula 1 foi desafiador para as equipes. Sob uma forte chuva, os pilotos precisaram encarar o mau tempo nesta sexta-feira logo pela manhã. Na segunda sessão, a condição chegou a melhorar, mas ainda sim não estava favorável. Com o grande desafio, a mudança climática foi o principal motivo de reclamações ao final do dia

Kimi Raikkonen, Max Verstappen, Alexander Albon, Lance Stroll, e Charles Leclerc foram alguns dos pilotos que deram ênfase às condições climáticas na “terra da garoa”. A maioria deles espera tempo seco no fim de semana, o que atrapalha ainda mais os planos, já que o acerto utilizado pelos treinos sob chuva não ajudará em nada na preparação para outras sessões. A tendência é sol aparecer.

“Foi um começo positivo para o nosso fim de semana, apesar das condições desafiadoras. Precisamos ver quais condições teremos amanhã, mas podemos ter certeza de que estaremos na luta”, disse o finlandês Raikkonen, da Alfa Romeo, que ficou na oitava colocação no segundo treino livre. “Foi um dia um pouco confuso com o clima e acho que não é realmente representativo com temperaturas e outras coisas, pista e ambiente, então acredito que precisamos apenas olhar os aspectos positivos”, também comentou o tailandês Alexander Albon, da Red Bull, o mais rápido no primeiro treino livre.

A previsão para o fim de semana em Interlagos é de sol e sem pancadas de chuva. O que anima a maioria dos pilotos para os treinos realizados no sábado, dia que antecede a corrida. “A pista e a temperatura ambiente são bem diferentes da aparência de amanhã e domingo”, disse Verstappen, também da Red Bull. “Podemos ser competitivos, independentemente das condições”, afirmou o piloto holandês.

Para o canadense Stroll, da Racing Point, as equipes não devem considerar os treinos realizados antes do fim de semana. “A chuva foi muito forte, a pista ainda estava escorregadia e tivemos que ser cautelosos. Hoje foi muito legal comparado ao que esperamos amanhã (sábado) e domingo, mas examinaremos os dados hoje à noite (sexta-feira) e veremos o que podemos aprender. O treino final é sempre importante, mas será ainda mais amanhã”, projetou.

Os carros voltam à pista de Interlagos neste sábado para o terceiro treino livre, entre 11h e 12h (horário de MS). O treino para a definição do grid será às 14h (MS). No domingo, o início da corrida está previsto para as 13h10 (MS).

Mais notícias