Sofrimento e expectativa: flamenguistas da Capital esperam por título da Libertadores após 38 anos

Mais de 4 mil devem se reunir em sede de organizada

Muita gente sequer viu a última vez que o levantou a taça da competição mais importante da América Latina. Depois de 38 anos, centenas de torcedores da Capital se reúnem para acompanhar o duelo entre o clube carioca e o River Plate, da Argentina, pela Taça .

A expectativa é que mais de 4 mil torcedores acompanhem a festa na Vila Carvalho, onde fica a sede da organizada Raça Rubro Negra MS. Fundados da , Jean Marques não esconde a ansiedade e o nervosismo, mas diz que mesmo se a vitória não vier, a segue apaixonada pelo clube carioca.

Para o militar Maykon Willian, de 26 anos, a esperança de ver o time campeão é grande. “Esperamos uma bela vitória, aposto no placar de 2 a 0. Essa vitória será a concretização do trabalho que o time vem fazendo neste ano”, diz.

Incentivado pelo pai, o também militar Deyvid Fernandes de Oliveira conta que a ansiedade toma conta dos torcedores minutos antes do início da partida. “Eu nunca vi o ganhar esse título, pra mim, é mais importante que o Brasil ganhar a Copa do Mundo”, completa.

Para acompanhar a partida pelo telão, os torcedores precisam pagar um ingresso de R$ 5 mais 1 quilo de alimento não perecível. Tudo que for arrecadado será doado para instituições de caridade. Após a partida, se o resultado for a vitória, a festa deve tomar conta de toda região.

e River Plate se enfrentam em partida única no estádio Monumental de Lima, no Peru.

Sofrimento e expectativa: flamenguistas da Capital esperam por título da Libertadores após 38 anos
Mais notícias