Publicidade

Sob protestos, Flamengo marca dois gols no final e vira sobre o Athletico-PR

Sob protestos e reclamações da torcida que outra vez encheu o estádio do Maracanã (com mais de 52 mil torcedores), no Rio de Janeiro, o Flamengo foi buscar uma virada histórica no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time do técnico Abel Braga estava perdendo por 2 a 1 nos minutos finais, mas com dois gols após os 44 minutos virou em cima do Athletico-PR e venceu por 3 a 2, pela sexta rodada.

O resultado, conquistado na raça, acabou colocando o Flamengo na zona de classificação à Copa Libertadores do ano que vem, com 10 pontos. O Athletico-PR, por sua vez, se manteve no meio da tabela, com sete. Mas o técnico Tiago Nunes optou por escalar um time alternativo, priorizando as disputas na Copa do Brasil e na Recopa Sul-Americana.

Sem conseguir fazer um bom primeiro tempo, o Flamengo foi para o intervalo na frente após gol de pênalti consultado pelo VAR (árbitro de vídeo) marcado por Gabriel. No segundo tempo, o time carioca recuou e tomou a virada após dois gols de Marcelo Cirino

A partir daí começaram as críticas em cima da Abel Braga, principalmente após as substituições feitas pelo treinador. Mesmo assim, o Flamengo conseguiu a virada com o atacante Bruno Henrique e o zagueiro Rodrigo Caio. Após o apito final, enquanto os jogadores corriam para abraçar o técnico, a torcida xingou o comandante.

Mais notícias