Publicidade

Rafael Longuine marca no fim, e Ponte chega à 2ª vitória na Série B

GazetaEsportiva

Foi por pouco, mas a Ponte Preta evitou nesta sexta-feira o que seria o quarto empate em cinco jogos na Série B do Campeonato Brasileiro. Recebendo o Operário-PR no estádio Moisés Lucarelli, a Macaca esbarrou nas boas defesas de Simão no primeiro tempo, mas no final da etapa complementar, mais precisamente aos 45 minutos, Rafael Longuine apareceu para salvar a noite dos donos da casa, garantindo a importantíssima vitória por 1 a 0.

Com o resultado, a Ponte Preta se afastou da zona de rebaixamento e agora aguarda os outros resultados do fim de semana para saber em qual colocação terminará a rodada. Fato é que o time comandado pelo técnico Jorginho não tem chances de figurar entre os últimos quatro colocados da Segundona independentemente do que aconteça no sábado, domingo e segunda-feira.

O Operário, por sua vez, perdeu a oportunidade de somar um importante ponto fora de casa para seguir em situação relativamente tranquila no meio de tabela. Recém-promovido da Série C, o time paranaense tem como principal objetivo se manter na Série B nesta temporada.

O jogo – O primeiro tempo não contou com muitas emoções no Moisés Lucarelli. Precisando dar uma resposta à torcida após não vencer nas primeiras quatro rodadas, a Ponte Preta sofreu para criar boas oportunidades de gol. A primeira chance da Macaca de balançar as redes aconteceu aos 13 minutos, quando Matheus Vargas decidiu experimentar da entrada da área, forçando grande defesa de Simão.

Depois disso, os torcedores só presenciaram uma nova jogada mais aguda minutos antes de as equipes irem para os vestiários. Aos 33, Allan Vieira, pela esquerda, cruzou na medida para Marcelo, que cabeceou buscando o cantinho, mas mandou para fora.

Antes do juiz apitar o fim do primeiro tempo a Ponte Preta ainda teve mais uma oportunidade de balançar as redes, a melhor de toda a etapa inicial, mas os torcedores novamente ficaram com o grito de gol entalado na garganta. Aos 43, Facundo Batista recebeu na entrada da pequena área, limpou a marcação e bateu firme, mas o goleiro Simão fez uma defesa espetacular para manter o placar em 0 a 0.

No segundo tempo o Operário melhorou e passou a agredir a Ponte Preta com mais frequência. Se no primeiro tempo o goleiro Simão foi responsável por uma grande defesa, na etapa complementar foi a vez de Ivan fechar o gol. Aos quatro minutos, Felipe Augusto cruzou na medida para Índio, que, livre na entrada da pequena área, finalizou de primeira, mas acabou parando no arqueiro da Macaca.

Já aos oito minutos foi a vez de Marcelo assustar os torcedores pontepretanos. O volante recebeu dentro da área de Bruno Batata e bateu para o gol, mas Ivan fez outra boa defesa para salvar a Macaca. No rebote, Batata carimbou a trave, mas o juiz já havia marcado impedimento do atacante do Operário.

Nos minutos finais, a Ponte Preta tomou a iniciativa e se viu obrigada a atacar com seus 11 jogadores. Rodando a bola de um lado para o outro na tentativa de encontrar algum espaço na defesa adversária, a Macaca não teve sucesso na construção das jogadas e acabou apelando para os chutes de fora da área e cruzamentos. E foi justamente em um cruzamento que os donos da casa, enfim, abriram o placar. Em lançamento de Camilo, a bola desviou, bateu na trave e, na sobra, Rafael Longuine tratou de empurrá-la para o fundo das redes e assegurar o importantíssimo triunfo dos anfitriões.

 

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 0 OPERÁRIO-PR

 

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Data: 17 de maio de 2019, sexta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Vinicius Gomes do Amaral (RS)

Assistentes: Michael Stanislau (RS) e André da Silva Bitencourt (RS)

 

Gol: Rafael Longuine, aos 45 do 2º (Ponte Preta)

Cartões amarelos: Airton (Ponte Preta); Alisson, Marcelo e Índio (Operário-PR)

 

PONTE PRETA: Ivan; Arnaldo, Renan Fonseca, Airton e Abner; Henrique Trevisan (Marcondele), Edson, Gerson Magrão, Matheus Oliveira (Rafael Longuine) e Matheus Vargas (Camilo); Batista

Técnico: Jorginho

 

OPERÁRIO-PR: Simão; Danilo Baia, Alisson, Juan Sosa e Peixoto (Allan Vieira); Chicão, Índio (Revson) e Marcelo (Uilliam); Rafael Chorão, Felipe Augusto e Bruno Batata

Técnico: Gerson Gusmão

Mais notícias