Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Pablo admite que São Paulo está ameaçado, mas crê em vaga no Paulista

O empate com a Ferroviária por 1 a 1 neste sábado deixou o São Paulo em uma situação delicada no Grupo D do Campeonato Paulista. O time alcançou os mesmos 14 pontos do líder Ituano, mas perde nos critérios de desempate. Nas últimas duas rodadas, o time vai brigar com Ituano e Oeste pela vaga na fase final. No sábado, o rival será o Palmeiras no Pacaembu – a mudança foi confirmada neste sábado após novas chuvas que caíram no Morumbi, que seria o local do clássico. Na rodada final, encara o São Caetano, fora de casa.

Para o atacante Pablo, a equipe precisa vencer os dois jogos que faltam para não depender de outros resultados. “Não tem nada perdido. Precisamos vencer as partidas que faltam”, disse o atacante, que teve atuação razoável no Pacaembu.

Pablo destacou a postura do time, que melhorou depois de ter sido dominado pela Ferroviária na etapa final. Depois de sair perdendo, o time conseguiu o empate com Hernanes e teve chances de virar. “Melhoramos bastante no segundo tempo, corrigimos alguns erros e quase saímos com a vitória. Atacamos, lutamos e tivemos chances para vencer”, disse o camisa 12, que emendou.

“O Campeonato Paulista é muito difícil e competitivo. E a Ferroviária sabe jogar e, por isso, dificultou o nosso jogo”, acrescentou o centroavante são-paulino.

Para a próxima partida, o São Paulo não terá o zagueiro Bruno Alves, que levou o terceiro cartão amarelo. Neste sábado, o técnico Vagner Mancini iniciou a partida escalando três zagueiros. “Nós vínhamos de dois jogos sem levar gols e, por isso, mantivemos o esquema. Isso não significa que ele será abandonado. Temos duas maneiras diferentes de jogar”, diz o técnico Vagner Mancini.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...