Grêmio sofre para bater o Fortaleza com gol aos 44 do segundo tempo

Não foi neste sábado que o Grêmio praticou o bom futebol frequentemente prometido por seu técnico, Renato Gaúcho, mas ao menos a equipe conseguiu dar uma respirada na tabela. A vitória de 1 a 0 arrancada contra o Fortaleza aos 44 minutos do segundo tempo em Caxias do Sul foi, acima de tudo, um desafogo para os gaúchos na oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

É que o resultado deixa os gaúchos com oito pontos na tabela de classificação, o que faz com que saiam, momentaneamente, da zona de rebaixamento, enquanto deixa os cearenses, com a mesma pontuação, mas saldo de gols inferior, para trás.

Com um jogador a mais, Renato não hesitou em colocar mais um atacante, André, que entrou na vaga do volante Thaciano. A intenção era abrir a zaga do Fortaleza, ao mesmo tempo em que adiantava as linhas para aumentar a pressão sobre o oponente. A mudança de posicionamento só teve efetividade aos 44 minutos, quando Jean Pyerre, com belo lançamento, achou Pepê entrando por trás da defesa. O jovem atacante da base gremista tocou por baixo de Felipe Alves, acabando com o sufoco gaúcho na partida.

Na próxima rodada, a última antes da parada do Brasileirão para a Copa América, o Grêmio vai ao Rio, onde enfrentará o Botafogo, às 19h15 da quarta-feira, no Engenhão. No mesmo dia, só que às 21h, o Fortaleza receberá o Cruzeiro, no Castelão.

Mais notícias