Escolha seus favoritos para apostar em Betboo na Copa América 2019

Com seleções tradicionais em processo de renovação, campeão da Copa América no Brasil pode surpreender

Quando se fala em Copa América, de saída, já imaginamos que Brasil e Argentina são os grandes favoritos. Dessa vez não será diferente, mesmo com a sequência de dois títulos conquistados pela seleção do Chile nas últimas edições do tornei. Mais recentemente, os chilenos ficaram de fora da Copa do Mundo da Rússia, deixando dúvidas quanto à capacidade da equipe em ser decisiva, de acordo com os prognósticos das principais casas de apostas no mundo.

O torneio será realizado no Brasil, o que aumenta ainda mais o favoritismo e, na mesma proporção, a responsabilidade dos jogadores brasileiros. A Argentina vem com Messi, o que já a credencia a sonhar com o lugar mais alto do pódio. No entanto, surpresas podem acontecer. Tanto o Brasil quanto a Argentina estão prestes a iniciar um grande movimento de renovação, graças ao envelhecimento de suas estrelas, especialmente na defesa.

No Brasil, o único defensor com lastro para as próximas disputas é o zagueiro do PSG, Marquinhos. Thiago Silva e Miranda já apontam para a fase descendente da carreira, próximos de cederem o lugar a novos valores. Segundo a Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getúlio Vargas, o Brasil tem 51% de chance de ser campeão da competição realizada no país. A goleada sobre Honduras por 7 x 1 em amistoso disputado no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, dá maior credibilidade à corrida pelo título que começa frente à Bolívia na próxima sexta 14/06, às 21:30 hs, no estádio Morumbi. Depois a seleção enfrenta ainda Venezuela (18/06) e Peru (22/06).

A seleção da Argentina, de acordo com a mesmo instituição, é apenas a quarta colocada entre os favoritos para a Copa América 2019, justamente porque está em franco processo de renovação, mesmo com a presença de Messi. Já nos sites de apostas, os “hermanos” aparecem em 2º lugar.

É a primeira competição oficial do técnico Lionel Scaloni. Com exceção do zagueiro do Manchester City, Otamendi, velho conhecido dos brasileiros por ter jogado no Atlético-MG, toda a defesa argentina é nova. Em compensação, o ataque vem forte, mesmo abrindo mão do craque Mauro Icardi, da Inter de Milão. Aguero, Matías Suárez e Messi, devem começar jogando o torneio.

Mas a trajetória não vai ser nada fácil para os argentinos. Já na fase de grupos, enfrenta a Colômbia (15/06), que sempre mostrou um futebol vistoso, e o Paraguai (19/06), que, na Copa Libertadores vem fazendo bonito com as campanhas de Olimpia, Cerro Porteño e Libertad, todos classificados para as oitavas de final. O último adversário é o convidado Qatar no dia 23/06.

Para conhecer os demais favoritos que podem surpreender na Copa América e apostar com sucesso continue lendo o post ou aprenda mais aqui.

A celeste olímpica sempre é forte

O Uruguai é o principal obstáculo para a dupla Brasil e Argentina na Copa América 2019. A seleção do “maestro” Óscar Tabárez vem forte, com craques que atuam em alguns dos principais times da Europa, como o zagueiro Godín, do Atlético de Madrid, e os atacantes Cavani e Suárez, de PSG e Barcelona, respectivamente. A celeste olímpica tem um time maduro, experiente, sem ser velho. Pode ser o principal momento de uma geração que, se não conquistou títulos importantes para o país, trouxe muito orgulho aos uruguaios na última década.

O Uruguai está no Grupo C da Copa América do Brasil ao lado de Equador, Japão e Chile. A estreia da Celeste será no dia 16 de junho contra os equatorianos, em Belo Horizonte. Depois, o time de Óscar Tabárez vai até Porto Alegre, na Arena do Grêmio, para enfrentar os japoneses no dia 20. E fecha sua participação na primeira fase contra os chilenos no Maracanã, dia 24 de junho.

Colômbia tem geração de ouro perto da maturidade

Com um futebol rápido e envolvente, a seleção colombiana chega ao Brasil sendo uma das quatro favoritas a vencer a Copa América 2019. A convocação do técnico português Carlos Queiroz, que já dirigiu o selecionado do seu próprio país, abriu mão de alguns valores conhecidos pelos brasileiros, como o lateral Orejuela, do Cruzeiro, o zagueiro Aguilar, do Santos, e o atacante Chará, do Atlético-MG. Porém, nomes de peso, como goleiro Ospina, o meia James Rodriguez e o atacante Radamel Falcao García, estão na lista e chegam à competição querendo mostrar serviço.

Talvez os dois jogadores colombianos mais talentosos dos últimos anos, Falcao e James vêm de uma temporada ruim na Europa. O meia, inclusive, acaba de deixar o Bayern de Munique e busca um novo clube para mostrar o seu valor. Já o atacante do Mônaco quer apagar as más impressões deixadas na França, quando o seu time, até então o adversário mais próximo do PSG tecnicamente falando, brigou para não cair na Liga Francesa.

A principal novidade na relação divulgada hoje por Queiroz é o jovem zagueiro Jhon Lucumí, do Genk, da Bélgica, que superou disputa com, entre outros, Jeison Murillo, do Barcelona. Há a expectativa de maturação de alguns atletas, que serão reforçados por uma nova geração que vem aí e que está encantando no Mundial Sub-20, liderados pelo veloz atacante Ivan Ângulo, recentemente contratado em definitivo pelo Palmeiras. A Colômbia está no grupo B da Copa América e estreará no dia 15 de junho, enfrentando a Argentina, na Fonte Nova. Quatro dias depois, será a vez de encarar o Catar, no Morumbi, e no dia 23, será a vez de encarar o Paraguai, também na capital da Bahia.

Mais notícias