Em jogo fraco, Corinthians e Santos empatam sem gols em Itaquera

O empate foi ruim para as duas equipes

Corinthians e Santos fizeram um jogo fraquíssimo tecnicamente em Itaquera neste sábado e não saíram do 0 a 0 pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O empate foi ruim para as duas equipes. O Corinthians acumula seis jogos sem vitória, soma 45 pontos e foi bastante criticado pelo seu torcedor. Já o Santos, com 52, continua na terceira posição, cada vez mais longe da briga pelo título.

No primeiro tempo, as duas equipes maltrataram a bola. O Santos foi ligeiramente superior, se apresentou mais no campo ofensivo, mas falhava demais no acabamento das jogadas.

Já o Corinthians mal deu as caras no ataque. A principal preocupação era tentar anular as jogadas do adversário. A estratégia funcionou e o Santos praticamente não levou perigo ao gol de Cássio, com exceção de um chute de Soteldo de fora da área, aos 24 minutos, que acertou a trave. O Corinthians, em contrapartida, insistia nas jogadas pelo alto e somente em duas oportunidades, com Junior Urso e Boselli, é que se aproximou do gol.

No segundo tempo, o jogo melhorou um pouco, mas não o suficiente para o torcedor se animar. O Santos continuou com dificuldades para invadir a área do Corinthians e apostando nos chutes de fora da área. Aos 16, por exemplo, Marinho exigiu grande defesa de Cássio.

O Corinthians diminuiu a quantidade de bolas alçadas à área e passou a tentar jogadas mais trabalhadas, com a bola de pé em pé Faltavam, no entanto, qualidade e criatividade aos jogadores. Os homens de frente não fizeram uma única jogada em profundidade ou arriscaram triangulações pelas beiradas do campo. O Corinthians foi um time previsível e fácil de ser marcado.

Somente depois dos 25 minutos é que a equipe passou a ser mais consistente no ataque, graças a duas alterações. Saíram Mateus Vital e Junior Urso para as entradas de Janderson e Sornoza, respectivamente.

A equipe começou a ficar mais tempo com a bola e a rondar a área do Santos, mas foi capaz de criar jogadas para furar a defesa. Somente no finzinho do jogo, com Sornoza e Vagner Love, é que o Corinthians esteve perto de fazer o gol, mas nas duas oportunidades parou no goleiro Everson.

Mais notícias