Em crise, Guarani perde do Vila Nova em casa e segue na lanterna da Série B

A crise do Guarani só aumenta. Depois de perder o clássico para a rival Ponte Preta por 1 a 0, a equipe de Campinas voltou a campo pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e foi derrotada pelo Vila Nova, por 2 a 0, no estádio Brinco de Ouro.

Com o resultado, o Guarani segue na lanterna da competição com 13 pontos, quatro a menos do que o Criciúma que é o primeiro time fora da zona do rebaixamento. O Vila Nova, com 18 pontos, se afastou da zona do rebaixamento e dorme na 14ª colocação. A equipe goiana não figurou entre os quatro primeiros ou os quatro últimos da Série B em nenhuma rodada.

Na primeira etapa, o Guarani foi mais presente no campo de ataque, mas foi o Vila Nova quem balançou as redes. A equipe paulista chegou a criar boas chances com Davó e Bady, mas não aproveitou. Efetivo na primeira chance que teve, o time visitante aproveitou contra-ataque aos 14 minutos e Robinho bateu cruzado para superar o goleiro Kléver.

Na segunda etapa, a situação se repetiu. Davó fez linda jogada com direito a chapéu em um adversário, mas parou no goleiro Rafael Santos. Na resposta, o Vila Nova ampliou o placar.

O time goiano chegou primeiro com Robinho, que obrigou Kléver a fazer a defesa e, no rebote, praticar um milagre evitando gol de Alan Mineiro. No entanto, na sequência, o mesmo Alan Mineiro cobrou escanteio e Wesley Matos cabeceou para as redes aos 15 minutos.

Ao final da partida, a torcida bugrina não poupou o time de vaias, protestando contra a campanha fraca que a equipe faz na Série B até o momento.

Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira, pela 17ª rodada da Série B. O Guarani vai ao estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR), para enfrentar o Operário. O Vila Nova recebe o Sport no Estádio Olímpico de Goiânia (GO).

 

FICHA TÉCNICA:

 

GUARANI 0 x 2 VILA NOVA

 

GUARANI – Kléver; Bruno Souza, Ferreira, Luiz Gustavo e Thallyson; Deivid (Arthur), Ricardinho e Bady (Felipe Amorim); Davó, Vitor Feijão (Renan) e Michel Douglas. Técnico: Roberto Fonseca.

 

VILA NOVA – Rafael Santos; Jeferson (Magno), Wesley Matos, Diego Jussani e Romário; Joseph, Ramon (Capixaba) e Alan Mineiro; Mateus Anderson (Felipe Rodrigues), Bruno Mezenga e Robinho. Técnico: Marcelo Cabo.

 

GOLS – Robinho, aos 14 minutos do primeiro tempo. Wesley Matos, aos 15 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS – Luiz Gustavo e Deivid (Guarani); Diego Jussani, Romário e Bruno Mezenga (Vila Nova).

 

ÁRBITRO – Vinícius Gomes do Amaral (RS).

 

RENDA – R$ 23.856,00.

 

PÚBLICO – 1.915 pagantes.

 

LOCAL – Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP).

Mais notícias