Com um gol irregular, Chelsea ganha de virada do Cardiff

Com um gol irregular, o Chelsea venceu, de virada, por 2 a 1, o Cardiff, no País de Gales, neste domingo, pela 31ª rodada do Campeonato Inglês. O gol polêmico foi o do empate marcado por Azpilicueta, aos 39 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Chelsea segue na briga por uma vaga na Liga dos Campeões, com 60 pontos, ao lado do Arsenal, e um ponto atrás de Tottenham e Manchester United. A liderança é do Manchester City, com 77 pontos), um à frente do Liverpool, que joga neste domingo com o Tottenham.

Com a derrota, o Cardiff fica com 28 pontos, em 18º lugar, e ainda viu Burnley e Soulthampton vencerem na rodada e se distanciarem na luta contra o rebaixamento.

O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente, com o Chelsea sem a menor inspiração. Das dez finalizações nos primeiros 45 minutos, apenas uma foi no gol. E foi do time do País de Gales.

Com o belga Hazard no banco de reservas, a função de armar o time do Chelsea ficou para Willian, que não teve sucesso. O melhor momento do meia brasileiro foi uma boa cobrança de falta, que passou muito perto do gol adversário.

Como o Chelsea não tinha boa produção, o Cardiff, que briga para não ser rebaixado, teve a iniciativa do jogo, apoiado por sua frenética torcida. O time imprimiu velocidade, principalmente em cima do setor do zagueiro David Luiz, mas faltou qualidade nas finalizações.

O segundo tempo foi diferente. Com menos de um minuto, o espanhol Camarasa fez um golaço para o Cardiff, ao acertar um bonito chute de primeira no ângulo direito de Arrizabalaga.

O jogo ficou aberto e o Chelsea passou a ter ritmo mais intenso no ataque com a entrada de Hazard. O meia belga sofreu forte marcação e abriu espaços para os demais companheiros. Willian aproveitou e quase empatou, aos 28, ao bater cruzado com muito perigo.

Nos últimos quinze minutos, o Cardiff demonstrou cansaço e sofreu pressão do Chelsea, que se expunha aos contra-ataques. Mas, aos 39 minutos, Azpilicueta, impedido, empatou o jogo, após assistência de Marcos Alonso.

No lance seguinte, a arbitragem voltou a prejudicar o Cardiff ao não expulsar o zagueiro Rudiger, após cometer falta. Mas a situação do Cardiff ainda ficaria pior.

Aos 45, Willian cruzou da direita e Loftus-Cheek, livre, cabeceou para fazer o segundo gol do Chelsea, para desespero dos torcedores do Cardiff.

Mais notícias