Campo-grandense vence sul-americano de jiu-jitsu em São Paulo

A campo-grandense Thaynara Victoria Soares da Silva, de 16 anos, lutadora de jiu-jitsu, foi campeão sul-americana neste sábado (16) em Barueri (SP). Em segundo lugar  ficou atleta Juliana Pinto Athaydes e na terceira colocação ficaram Thaís Novaes Fernandes da Silva e Anna Carolina Moraes Antonio.

“Foi uma sensação única, com uma imensa felicidade. Esse foi meu último do ano, treinei muito para alcançar esse resultado e graças a Deus cheguei a meta almejada”, diz a lutadora.

A trajetória de Thaynara, apesar de curta, já conta com uma lista extensa de títulos que foram conquistados nos últimos anos. Thaynara é tricampeã brasileira, bicampeã mundial de jiu-jitsu, bicampeã do Troféu Brasil e venceu recentemente a competição da categoria absoluto disputado em Curitiba (PR). Além disso, a campo-grandense venceu outros títulos em torneios que foram disputados em Mato Grosso do Sul.

Thaynara está com a cabeça focada no Sul-Americano e sente que é a “melhor sensação do mundo” representar a cidade, entretanto, a lutadora conta ao Jornal Midiamax que traça planos para o ano que vem quando todos os campeonatos voltam a estar em evidência. Para a competição na capital paulistana, Thaynara explica que “treinou bem e está focada para fazer o seu melhor”.

O começo no esporte começou por conta de sua mãe, que a tirou da “era tecnológica” para que ela não ficasse tão viciada – o que é bastante comum os adolescentes estarem bastante conectados nos dias atuais.

“Foi minha mãe que me colocou para me tirar da internet, da frente da televisão para mim não ficar tão viciada. Aí ela me tirou do mundo do celular para me colocar no mundo do esporte. E eu fiquei mesmo para ter coisas em comum com meu irmão. Desde que comecei eu me apaixonei pelo esporte”.

A jovem explodiu no esporte e atualmente, conta com quatro patrocinadores e entre eles estão o tio. Porém, a esportista busca mais e mais e entende que isso é uma ajuda para mostrar seu potencial. “Eu sempre estou buscando patrocínio, ajuda. Sempre é importante para alguém acreditar no meu trabalho, que acredite em mim”. (Informações de Vinícius Costa)