Avaí ganha 1ª em casa, deixa lanterna e faz Atlético-MG somar pior série negativa

Time mineiro perdeu a 6ª partida seguida e somou a sua pior sequência da história dos pontos corridos na competição

A torcida do Avaí finalmente pôde festejar uma vitória em casa no Campeonato Brasileiro. Após nove jogos como mandante, o time catarinense obteve o primeiro triunfo em seus domínios ao derrotar o Atlético-MG por 1 a 0, nesta segunda-feira à noite, no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

O time mineiro, em compensação, perdeu a sexta partida seguida e somou a sua pior sequência da história dos pontos corridos na competição, superando as séries de cinco revezes consecutivos de 2009 e depois repetidos na campanha de 2011. Nesta segunda, a equipe atuou com vários reservas, pois a maioria dos titulares foi poupada para o segundo jogo da semifinal da Copa Sul-Americana, quinta-feira, no Mineirão.

Com a vitória, o Avaí alcançou os 16 pontos, subiu para o penúltimo lugar e deixou a lanterna com a Chapecoense, que soma 14. O Atlético-MG continua com 27 pontos e estacionou na décima posição – o time não consegue pontuar desde o dia 10 de agosto, quando bateu o Fluminense por 2 a 1, em casa, pela 14ª rodada.

O início do jogo desta segunda-feira foi muito fraco. Além de um toque de bola lento, as equipes abusaram dos erros nos passes. O único destaque dos primeiros 45 minutos foi o atacante Jonathan do time catarinense. Foi dele o primeiro chute a gol, de longe, aos sete minutos.

O mesmo Jonathan abriu o placar, aos 26 minutos. Após cobrança do lado esquerdo e desvio na primeira trave, o atacante abriu o placar. Mais cinco minutos e o atleta foi derrubado na área por Leonardo Silva. Pênalti, que Pedro Castro bateu para bela defesa de Cleiton.

Com cinco derrotas consecutivas no Brasileiro, o Atlético só incomodou o goleiro Vladimir duas vezes e em chutes de longa distância. A única jogada armada do time mineiro foi feita aos 44 minutos pelo lateral Guga, mas Nathan não aproveitou. A decepção ficou por conta da atuação do equatoriano Cazares.

Mesmo sem inspiração e desordenado taticamente, o Atlético buscou o empate no início da segunda etapa, mas sem levar grande perigo para Vladimir. Com isso, abriu espaços para o contra-ataque dos catarinenses, que apostavam na velocidade de Jonathan.

Aos 16 minutos, Geuvânio, finalmente, fez uma boa jogada e bateu firme para bela defesa de Vladimir. Na base do abafa, o Atlético passou a pressionar o Avaí, graças ao bom rendimento de Luan, vindo do banco de reservas. Aos 37, o atacante arriscou de longe duas vezes e errou por pouco.

Os últimos minutos foram marcados pelo desespero das equipes, o que causou erros de lado a lado e a manutenção do placar de 1 a 0 favorável ao time catarinense, que voltará a campo pelo Brasileirão na quinta-feira, quando vai a campo contra o Avaí, às 20 horas, em Porto Alegre. Já o Atlético, depois de buscar classificação na Copa Sul-Americana, atuará novamente pelo torneio nacional no domingo, às 19 horas, contra o Ceará, no Independência, em Belo Horizonte.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1 X 0 ATLÉTICO-MG

AVAÍ – Vladimir; Léo, Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Richard Franco, Pedro Castro, Matheus Barbosa (João Paulo) e Caio Paulista; Jonathan e Lourenço (Mosquera). Técnico: Alberto Valentim.

ATLÉTICO-MG – Cleiton; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Lucas Hernández; Ramón Martínez, Nathan, Cazares (Otero) e Bruninho (Maicon); Geuvânio (Luan) e Alerrandro. Técnico: Rodrigo Santana.

GOLS – Jonathan, aos 26 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Caio Max Augusto Vieira (RN).

CARTÕES AMARELOS – Leonardo Silva, Léo e Lourenço.

RENDA – R$ 153.583,00.

PÚBLICO – 7.463 presentes.

LOCAL – Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).

Mais notícias