Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Estados Unidos vencem México em noite de homenagens

GazetaEsportiva /  Foto: Reprodução/Twitter

Depois de perder por 2 a 0 para o Brasil, a seleção dos Estados Unidos recebeu o México para outro amistoso e saiu com a vitória. Em noite de homenagens em respeito ao atentado de 11 de setembro, os rivais da América do Norte fizeram jogo movimentado, que terminou com vitória do time da casa por 1 a 0.

O México dominou a maior parte do primeiro tempo e criou as melhores chances de gol, mas parou no goleiro Steffen sempre que passou da defesa. Já no segundo tempo, após a expulsão do atacante Zaldivar aos 22 minutos, os Estados Unidos marcaram o único gol do jogo com o volante Adams, de 19 anos.

México joga melhor no primeiro tempo, mas não abre o placar

Jogando diante de sua torcida, a seleção dos Estados Unidos começou o jogo atacando. O cartão de visitas dos norte-amraicanos veio logo aos quatro minutos, Zardes finalizou de cabeça e a bola foi para fora.

No entanto, depois de sofrer pressão nos primeiros minutos, o México tomou o controle do jogo. Aos 15 minutos, a seleção mexicana teve a melhor chance de gol do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, Edson Alvarez cabeceou firme, mas o goleiro Steffen demonstrou reflexo e fez boa defesa.

A pressão mexicana seguiu até a parte final do primeiro tempo. Aos 36 minutos, na última chance de perigo do primeiro tempo, Diego Lainez fez boa jogada individual pela ponta direita, invadiu a área e rolou para Alvarado, mas a finalização saiu sem força e Steffen conseguiu fazer outra boa defesa.

EUA abrem o placar após cartão vermelho mexicano

O segundo tempo não teve a intensidade do primeiro. A seleção mexicana continuou melhor em campo, mas sem a mesma objetividade da primeira etapa. Aos 14 minutos, Diego Lainez finalizou, mas Steffens fez defesa fácil.

O panorama do jogo mudou aos 22 minutos, quando o atacante Angel Zaldivar levou cartão vermelho após entrada dura em Trapp e foi para o chuveiro mais cedo. Com um jogador a mais, os Estados Unidos passaram a pressionar como não haviam feito desde os primeiros minutos.

Não demorou para a pressão norte-americana se transformar em gol. Aos 25 minutos, após jogada em velocidade, o volante Tyler Adams apareceu na área como elemento surpresa e aproveitou cruzamento rasteiro para marcar seu primeiro gol com a camisa dos Estados Unidos, abrindo o placar do jogo.

Com a vantagem e com um jogador a mais em campo, a seleção norte-americana continuou controlando o jogo. A equipe da casa criou chances de ampliar, mas não se arriscou. Após o apito final, os Estados Unidos saíram de campo com a vitória por 1 a 0 diante do México.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...