Messi escapa da prisão mas terá que pagar multa de R$ 840 mil no caso da fraude fiscal

Com o acordo, craque ainda terá que devolver R$ 15,3 milhões à Fazenda espanhola

O Tribunal de Justiça de Barcelona concordou, nesta sexta-feira (7), em substituir a pena de 21 meses de prisão de Lionel Messi em uma multa de 252 mil euros (cerca de R$ 840 mil) – 400 euros diários. O motivo da sentença é o caso de fraude fiscal cometido pelo astro do Barça.

A defesa de Messi, junto a Jorge Horacio Messi, pai do craque culé, havia solicitado que a pena de prisão fosse alterada para uma multa, ou que seja descartada uma entrada em prisão, desde que o camisa 10 não volte a cometer algum crime durante o período de condenação. O pedido é fortalecido por conta do craque argentino não ter antecedentes criminais e não ter sido condenado a mais de dois anos.

Para a amenizada na pena, era necessário que Messi e seu pai aceitassem devolver à Fazenda os 4,1 milhões de euros (R$ 15,3 milhões) fraudados.

Mais notícias